A origem dos alimentos

Eu desconfio muito da palavra “invenção”. Muitas coisas na história da existência, desde que o mundo é mundo, não foram inventadas, mas somente notadas. Até a palavra descoberta me causa algum tipo de repugnância, mas ela se encaixa nestes casos. Exemplos não faltam, poderia citar aqui Isaac Newton que “descobriu” o que já existia, a gravidade, sem estar procurando por ela. Estava o nobre cientista inglês observando o céu tentando descobrir o que mantinha a Lua no céu quando uma maçã do seu pomar caiu sob sua cabeça, o eureka veio quase que instantâneo.

Na culinária, especificamente, as comidas típicas de cada região são, além de tentativas erradas de se seguir um roteiro pré-estabelecido, influenciadas pela necessidade de uma determinada época e circunstâncias. A feijoada não foi inventada pelos escravos quando estavam num momento de ócio pensando o que fazer pro almoço, e sim um prato resultante de escassa matéria-prima fornecida pelos restos dos banquetes dos seus “senhores”. O sushi, um prato tão na moda hoje em dia, surgiu da necessidade dos japoneses do século IV a.c. de conservarem o peixe. Os pescadores do Japão já sabiam que o arroz liberava ácido láctico e acético, o que ajudava na conservação do pescado, então eles retiravam cabeça e vísceras do peixe e o guardavam entre camadas grossas de arroz. Com o passar do tempo, o “gelo” dos japoneses se tornou um prato que não custa nada barato aqui no Brasil. Assim também o Arroz de Carreteiro no sul brasileiro e outros tantos pratos que conhecemos e consumimos sem mesmo saber.

Já nos alimentos em que não uma necessidade, mas um erro foi o responsável pelo seu aparecimento, há além do entendimento de determinado local e época, a história de um caso de insucesso que veio seguido de frustração e depois o sucesso. É o caso do queijo Gorgonzola, “inventado” na cidade italiana homônima e acompanha uma lenda antiga pra ilustrar. Veja a matéria do Jornal Hoje e conheça um pouco mais sobre a história do queijo gorgonzola.

httpv://www.youtube.com/watch?v=JRK7Fu2vcIo

E se você tiver mais exemplos como este, que tal deixar um comentário falando sobre?

 

Uma ideia sobre “A origem dos alimentos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *