Arquivo da categoria: Japonesa

Como fazer Hot Sushi Filadélfia

É engraçado ver sushi frito. Engraçado, digo, porque é irônico. O sushi foi inventado por acidente, a história nos conta que o surgimento desta iguaria data de cerca de 400 anos antes da data que atribuem a Jesus Cristo, então a quase dois mil e quinhentos anos atrás descobriram que o arroz quando cozido libera ácido láctcito e acético que juntos têm efeito de conservação do peixe. Por isso, colocavam os peixes em camadas grossas de arroz para transportá-lo de um lado para o outro. Imagino que naquela época a Iveco ainda não era sucesso no Japão. E onde entra o Hot Sushi Filadélfia?

É também sabido que nem todo mundo gosta de peixe cru, sushi é aquela coisa de ame-o ou deixe-o, já falei isso tantas vezes aqui. Qual a saída encontrada? Fritar o sushi. Então você cozinha o arroz, enrola em volta do peixe com uma folha de alga, chamada nori, que em tese servia para conservação e depois COZINHA o bicho. OK, a gente faz isso com o charque e ninguém enche o nosso saco.

Hot Sushi Filadélfia
Hot Sushi Filadélfia

Vamos aprender a fazer hot sushi filadélfia?

Ingredientes do Hot Sushi Filadélfia

  • 1 xícara de arroz para sushi
  • 1 xícara de água1 colher de chá de sal
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 2 colheres de sopa de vinagre de arroz
  • 200g de salmão em fatias finas
  • 3 folhas de alga (nori)
  • 100g de cream cheese de sua preferência (o Philadelphia é melhor, fato)
  • 1/2 xícara de cerveja gelada (usamos Heineken)
  • 8 colheres de farinha de trigo
  • Óleo de girassol para fritar

Como fazer

Se você se recorda da minha receita de como fazer sushi, feita de forma bruta e rústica, pode seguí-la. Em tese grande parte do processo é fazer o sushi normalmente até a hora de empaná-lo.

Arroz

Fazer o arroz para sushi demanda uma certa perícia e muita, muita paciência. Primeiro você precisa lavá-lo quantas vezes forem necessárias para que a água saia tão limpa quanto entrou no recipiente que usou para isso. Depois é necessário que ele fique de molho na água por 30 minutos.

Temperando o arroz para sushi, o shari
Temperando o arroz para sushi, o shari

Depois disso você coloca ele numa panela para cozinhar em uma xícara de água até levantar fervura em fogo alto. Baixe o fogo, tampe a panela e deixe cozinhar por mais 15 minutos. Desligue o fogo e deixe este arroz descansar, coloque um pano em cima por 10 minutos. Depois você coloca ele numa travessa ou algum pote para que ele esfrie bem, pode pedir ajuda de um ventilador para tal.

Faça uma mistura com o vinagre de arroz, o sal e o açúcar e comece a despejar lentamente por cima desse arroz, mexendo sempre para que cada parte dele seja bem temperada. Agora mexa até o arroz esfriar completamente e cubra-o com um pano úmido até a hora do preparo do sushi.

Enrolando o sushi

Pra isso você vai precisar daquelas esteiras já conhecidas, usadas pra fazer sushi. Você pode forrá-la com um plástico culinário, eu particularmente odeio aquele negócio, mas facilita bastante o trabalho e não deixa o arroz grudar.

Enrolando o sushi
Enrolando o sushi

Deixe a folha de nori na esteira com a parte fosca pra cima. Umedeça as mãos com água para que não grude e vá despejando arroz por cima da alga, amassando bem, deixando uma parte da folha vazia, algo em torno de dois dedos.

httpv://www.youtube.com/watch?v=swGJ2dIu9XE

Em seguida coloque o salmão cortado em tiras transversalmente por cima do arroz, faça o mesmo com o queijo cremoso. Pegue agora a esteira e vá enrolando, apertando bem para que ele não desmonte. O vídeo acima auxilia bastante neste processo caso não tenha a mínima noção do que eu estou falando.

Empanando o sushi

Num recipiente, misture a cerveja gelada com 6 colheres de farinha de trigo. Num outro, deixe as outras duas colheres de farinha de trigo. Passe o rolinho na farinha seca e depois nesta pasta de farinha e cerveja.

Fritando o sushi

Agora esquente bem o óleo de girassol numa frigideira funda e frite bem os rolinhos, até começarem a ter uma cor mais dourada.

Fritando o sushi
Fritando o sushi

Retire os rolinhos da frigideira, corte ele em dois, depois em quatro e finalmente sirva as oito peças de hot filadélfia. E seu hot sushi filadélfia está pronto.

Receita de Kinoko

Sou um cliente assíduo do Nigiri Sushi Bar. Pra mim, a melhor casa de culinária japonesa a preço de certa forma compatível com o que se oferece instalada em Florianópolis. E no sistema do restaurante, o “All you can eat”, uma espécie de rodízio onde você pede peças de sushi, sashimi e pratos quentes e frios por comandas, sempre fresquinhos e bem preparados, existe a opção do “Kinoko”.

Kinoko
Kinoko

Consiste num pequeno refogado de cogumelos shimeji com brócolis na manteiga, shoyu e, desconfio, um pouco de saquê (só isso explicaria o vício adquirido no prato).

Com este nome achei poucas referências pra tentar pegar a receita ou algo parecido, até porque kinoko é um nome genérico. Do japonês ??? que quer dizer cogumelos. Vago, não?

Também achei algo parecido mas em forma de risoto, que seria o Kamameshi Kinoko. Mas enfim, postulemos que a partir de agora este prato se chame Kinoko e tão-somente cogumelos em japonês. Ou ???. Nota do autor: acho que vou tatuar isso nas minhas costas.

Ingredientes

  • 1 bandeja de cogumelos Shimeji (aprox. 400g)
  • 1 bandeja de brócolis já cozidos (aprox. 400g)
  • 200g de manteiga sem sal
  • 4 colheres de molho shoyu
  • 1 martelinho de saquê, caso queira dar um gostinho a mais.
  • Sal a gosto, se preciso (no final, pra corrigir)

Modo de preparo

  • Lave bem os cogumelos e escorra a água. Coloque a manteiga numa frigideira e derreta.
  • Em seguida, separe os tufos dos cogumelos shimeji  e os coloque para cozinhar na manteiga derretida.
  • Faça o mesmo procedimento com os brócolis. Deixe cozinhar por uns 5 minutos.
  • Depois disso, coloque o shoyu e deixe cozinhar mais uns 3 minutos.
  • Pra finalizar, coloque o saquê e deixe mais uns 2 minutos para evaporar bem o álcool e pegar gosto.
  • Corrija o sal na última etapa se necessário.
  • Pronto, agora você tem um Kinoko gigante!

Custo médio da receita: R$25

Osanai Sushi e Sashimi – quantidade e preço bom

Recebi hoje o convite de dois amigos pra visitar um restaurante de comida oriental em Coqueiros, Florianópolis. A Via Gastronômica está cada vez mais democrática com as culinárias diversificadas e perdendo a cara de só ter comida açoriana. Sushi era o nosso alvo e então fomos até o Osanai Sushi e Sashimi, Luiza, José Vitor e eu.

Vamos lá?

Ambiente – 7

O espaço é legal, bem decorado, organizado, mesas confortáveis, climatizado, com TV de LCD exibindo uns clipes num som civilizado e tem vista para a praia do Meio, de Coqueiros. O ambiente tem dois andares. O segundo tem a vantagem de não ficar próximo a entrada e saída de pessoas, porém fica perto do Buffet.

Atendimento – 5

Creio que pode melhorar. Os garçons se esquecem dos pedidos com uma certa frequência (foi a terceira vez que estive lá, e pela terceira vez esqueceram algum pedido de bebida ou os sashimis). Erros acontecem, mas consecutivamente não dá, meus caros. Precisa melhorar um pouco nesse sentido.

Qualidade da comida – 8

Sushi
Sushi

Você pode optar por buffet livre (serve-se a vontade pagando um preço único ou por peso), no estilo self-service.

Não foram os melhores sushis que já comi, mas são muito bons. Creio que podem melhorar o Sashimi de salmão que é um tanto quanto gorduroso. Não sou especialista nesse prato, meu negócio é carne, mas achei o salmão muito gorduroso e sem gosto. Talvez pelo preço ser reduzido, colocam peças de qualidade inferior e nem tão frescas. Vai saber?

Sashimi
Sashimi

Há também opções de sushis fritos e doces, além de rolinhos primavera e de queijo no buffet quente. O shoyu é de boa qualidade, sashis satisfatórios e niguiris de boa qualidade.

Preço – 10

É um dos mais baratos de Florianópolis. Eu optei pelo Buffet Livre, pagando aproximadamente 42 reais para comer a vontade. Além disso, você recebe um cartão de fidelidade que te dá alguns descontos no retorno. Caso eu deseje voltar lá, se for numa segunda-feira, por exemplo, pago algo próximo a R$25. Ao passar da semana, o desconto regride, mas também é interessante.

Observações:

  • Não existe estacionamento próprio, manobrista ou cuidador de carros. Você pode estacionar na rua ao lado (esquina), nos dois sentidos, numa rua de subida.
  • Tem wi-fi. (senha: sushi – oh really?)
  • Aceita débito/crédito nas tarjetas mais comuns.
  • No almoço, servem apenas buffet por quilo ou almoço executivo.

Nota média: 7.5

Dados do Restaurante

  • Endereço: Rua Desembargador Pedro Silva, s/n. Bairro Coqueiros, Florianópolis/SC.
  • Telefone: (48) 3024-5080 (reservas)
  • Atendimento: De segunda a sexta, das 11h30 às 14h30 e das 19h às 23h. Sábado, das 19h às 23h.
  • Site: www.osanai.com.br

Vale a visita!