Feira Ecológica da Redenção e receita de Cozido de Legumes

Nós comemos muita porcaria. Não, fique tranquilo, não farei aqui o discurso ecochato da sustentabilidade whiskas-sachê. Nós comemos muita porcaria porque a grande maioria dos alimentos que entra pela nossa boca passaram por processos de conservação seja para ganho de peso ou tamanho ou para controle de pestes. Ok, entendo que nós temos a tendência de nos preocuparmos sempre no risco de nos benefirciarmos de certas tecnologias e nunca nos riscos de não usá-la, mas é assustadora a diferença de qualidade de produtos que sofrem ou não com agentes químicos, principalmente os mais básicos.

Feira Ecológica da Redenção, em Porto Alegre
Feira Ecológica da Redenção, em Porto Alegre

Ontem estive na Feira Ecológica da Redenção, uma feira de produtos orgânicos que acontece todos os sábados pela manhã no Parque Farroupilha na capital gaúcha. Lá são comercializadas toda a sorte de produtos orgânicos, com presença maciça de verduras, legumes, frutas, hortaliças, pães, cogumelos, queijos, temperos e especiarias. Até cachaças e licores que não receberam nenhum tipo de pesticida ou fertilizante químico sintético você acha.

Feira Orgânica
Feira Orgânica

Se comer melhor não é atrativo o bastante, o passeio num lugar muito bonito e arborizado, a troca de informações com os comerciantes das barracas lá instaladas e o preço bastante honesto dos produtos fazem com que você tenha vontade de voltar. Dá pra ser feliz indo lá aos sábados programando as refeições da semana, ou pelo menos parte delas.

Batatas menores e mais saborosas
Batatas menores e mais saborosas

Em relação ao preço, achei bastante honesto. Por meio quilo de batata baroa, por exemplo, paguei R$2,50. Um maço de couve, um nabo estilo japonês e cebolinha chinesa custaram pouco mais de 6 reais. Com mais dois pilas você leva um bouquet com 4 alhos porós. Com 50 reais nessa feirinha você volta com algumas sacolas cheias. Ou ecobags, sacolas ecológicas, vistas com frequência ali na Redenção.

Ervas de todos os tipos. Chás e temperos para todos os gostos.
Ervas de todos os tipos. Chás e temperos para todos os gostos.

Decidi fazer o almoço deste sábado com as coisas que comprei na feira ecológica. Gostaria de ter substituído todos os ingredientes do prato que escolhi por orgânicos, mas pra mim é impossível substituir carnes e embutidos, além de estarmos um pouco longe da colheita do milho, ingrediente importante do Cozido de Legumes da forma que é feito na minha terra e que tive que buscar no mercado convencional. De qualquer forma eu fiquei bastante satisfeito com a possibilidade de ter feito quase 90% do prato com produtos que não levaram agrotóxicos, conservantes de qualquer natureza e eliminado alguns intermediários na cadeia de consumo.

A Feira Ecológica fica no Parque Farroupilha, a famosa Redenção, na  Av. José Bonifácio, 675, no bairro Bom Fim em Porto Alegre.

Sem mais delongas, vamos à receita do Cozido?

Ingredientes

Ingredientes do Cozido de Legumes
Ingredientes do Cozido de Legumes
  • 1kg de peito bovino com osso*
  • 1 paio
  • 6 batatas baroa (ou qualquer uma de sua preferência)
  • 4 folhas de couve
  • 1/2 abóbora ou moranga**
  • 1/4 de repolho
  • 1 nabo
  • 1 espiga de milho
  • 1 tomate
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 1/2 litro de caldo de carne
  • 1 colher das de sopa de curry
  • 1 colher das de sopa de colorífico (opcional, serve apenas para dar cor ao caldo)
  • 2 colheres das de sopa de óleo de girassol
  • 1/2 maço de salsinha
  • Sal e pimenta à gosto

* Eu recomendo o peito bovino por ser uma carne bastante saborosa e rica em gordura que vai fazer o engrossar e dar mais sabor ao caldo do cozido. Mas você pode usar qualquer carne de sua preferência se tiver ciência que o resultado não será o mesmo. E recomendo que seja com osso pois poderá utilizá-lo para fazer seu próprio caldo de carne, mais saboroso e também mais saudável.

** As quantidades de legumes mencionadas servem apenas para dar parâmetro ao que foi feito e apresentado nestas fotos. Você pode usar os legumes de sua preferência ou nas quantidades que melhor lhe aprouver.

Como fazer

Frite as carnes cortadas em pedaços grandes
Frite as carnes cortadas em pedaços grandes

Numa panela grande você dá uma rápida fritada nas carnes cortadas em cubos grandes com óleo de girassol. Tempere com sal e pimenta. Coloque também o paio para refogar. Depois entre com a cebola, o alho e o tomate bem picados e refogue. Quando estiverem bem douradas as carnes, cubra com o caldo de carne já quente e comece o cozimento em fogo médio para alto.

Agora começa o procedimento de cocção dos legumes. Como já é comum para a maioria, você começa sempre dos legumes mais duros e vai acrescentando os mais moles depois, para que tente ao máximo uma textura uniforme deles. Eu comecei com a cenoura, milho e o nabo cortados em pedaços médios. Depois entrei com a batata baroa, ou mandioquinha, e abóbora. Finalizei com o repolho e a couve (esta com as folhas inteiras).

Vá entrando com os legumes conforme a sua consistência
Vá entrando com os legumes conforme a sua consistência

Vá cobrindo com o caldo pois ele irá reduzindo com o passar do tempo, e coloque o curry e a o colorífico assim que terminar de colocar os primeiros legumes. Corrija sal, pimenta e curry se necessário no decorrer do processo.

Hora do sacrifício: cozido de legumes com pirão
Hora do sacrifício: cozido de legumes com pirão

Cozido pronto, eu faço da seguinte forma: retiro as carnes e os legumes com uma escumadeira e sirvo em uma tijela. No caldo restante da panela eu vou adicionando farinha de mandioca moída fina, aquelas tipo sertaneja, e fazendo um pirão, adicionando também um pouco de salsinha picada. A consistência do pirão também vai conforme o seu gosto, não gosto dele muito duro, então uso mais caldo do que farinha. Bom apetite!

 

10 ideias sobre “Feira Ecológica da Redenção e receita de Cozido de Legumes”

  1. Vou na feira de orgânicos quase todos os sábados, e só posso dizer que as verduras que compro lá são muito, mas muito mais saborosas do que as que compramos no mercado. Sem falar que é linda aquela confusão de velhinhos, casais com crianças, gente com cachorros, estrangeiros, alternativos de todos os tipos…

    É um dos meus programas preferidos em POA, certamente.
    =)

    1. Confesso que preciso ir bem mais cedo por conta do tumulto, não lido bem com pessoas em manadas. Mas sábado acho que por conta do feriado tava bem tranquilinho 😉

      É um lugar muito bonito, e estava um dia de sol bacana, com um ventinho fresco batendo na cidade, ou seja, foi perfeita a caminhada.

  2. Oi Daniel! Parece ótimo o teu cozido, certo que vou fazer!
    E quanto à feirinha da Redenção… Sem comentários, né? Eu vou quase todos os sábados, confesso que o que mais me chama a atenção são os outros produtos que vendem aí, tem uns chips de banana da terra fora de série, sem contar as rapadurinhas de doce de leite com castanhas… E o caldo de cana? E os sucos naturais? E os pastéis assados integrais? Nooossa, quero que chegue sábado de novo!!!!
    Abração!

  3. É o típico prato onde “carne de primeira” não entra.
    Acho que já comi diversas variações de cozido, inclusive feitos com músculo, com diferentes tipos de linguiças e algumas outras hortaliças que eu não me recordo.

    Apesar de ter tantos ingredientes assim, ser um prato que é um baita peso no estômago, eu sinto falta de um acompanhamento, tipo o arroz.

    O resultado ficou apetitoso 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *