Otimizando sua ida a Churrascaria – Parte II

Este post faz parte de uma série que fiz no meu blog antigo. É uma brincadeira, cagação de regra barata mas que eu sigo religiosamente quando o assunto é degustar um churrasco.

Você não está num bandeijão

O subtítulo da segunda parte do tutorial deveria, por si só, dizer tudo. Na verdade, ele diz, mas muitos não irão entender. Quando eu digo que quando você está numa Churrascaria a rodízio e não está num bandeijão, quero dizer a mesma coisa que “Você está aqui para transar!”, caso estivesse fazendo um guia de motéis, tentando te convencer que a qualidade da imagem do programa do Faustão não importa quando você leva sua(seu) parceira(o) para um programa diferente no domingo a tarde. Você foi ao motel para transar, não pra ver TV. E ponto final. É transitivo direto.

As entradas

Toda e qualquer churrascaria que eu conheci é provida de um buffet com pratos quentes e saladas. Você pega um prato, escolhe alguma guloseima e quando volta pra sua mesa, lá tem outro pratinho limpo que você usará para receber as carnes. É muito importante – e não canso em ser prolixo neste ponto – que você faça boas escolhas no buffet, que você seja racional e otimize também as entradas.

Arroz com feijão

Arroz com feijão é gostoso, sim. Adoro comer isso de segunda à sexta, variando para um macarrão com carne moída, ou em grande estilo um bife de patinho com aquele ovo estalado por cima. Na churrascaria é diferente. Você já come arroz e feijão todos os dias. Arroz e feijão te deixam com o bucho cheio satisfeitos para encarar uma tarde de trabalho ou estudos. Mas isso é proibido em churrascaria. Não, eu não sou uma Super Nanny gastronômica. Eu apenas estou te proibindo de comer arroz com feijão em uma churrascaria. Você está pagando pela carne, pratos cheios de amido e sustância te deixam com o estômago cheio, tirando aquela sensação de fome das mais primitivas e elegam as carnes a um segundo plano.

Saladas

Nada de fazer um prato cheio de capim, raízes e vegetais. Você deve pastar fazer isso durante a semana toda, acompanhando o arroz e o feijão do parágrafo anterior. Numa churrascaria você tem imunidade nutricional e você deve SOMENTE colocar três tipos de salada em quantidades moderadas. Um pouco de alface (para ajudar na digestão), uma medida de cebola e outra fica a seu critério, para não deixar este tutorial muito autoritário e militar. Nota: pode ser tomate, a menos que você não se importe com azia.

Frituras e guloseimas

As frituras permitidas são alguns palitinhos de batata-frita e um ou dois pedaços de polenta. Isso você também come a semana toda, geralmente, mas é pra dar um gostinho diferente no prato. Bolinho de arroz, salgadinhos de toda sorte (coxinhas, kibes, rizoles, pastelzinho de vento, etc.), bolinhos irreconhecíveis e feitos com sobras de comida do buffet do dia anterior e o que mais tiver na churrascaria de sua preferência estão sumariamente cortados. Isso também enche o seu estômago e só visa resolver o lado do dono do restaurante. Primeiro e mais importante, porque ele aproveita o resto da comida do dia anterior. Segundo, porque isso te faz comer menos carne, aumentando o lucro do sujeito.

Massas

Não ouse – veja bem -, não ouse colocar no seu prato qualquer tipo de massa. Araruta, araruta, se você colocar Lasanha, Empadão, Talharim ou qualquer outro nome de comida italiana no seu prato, você é um tremendo d’um filho da p…

Sushis

Baiano não entende de churrasco. Baiano entende de acarajé, vatapá, carurú ou qualquer variação destes nomes foneticamente abençoados por vogais repetitivas, mas não entende de churrasco. Fiquei sabendo que existem, na Bahia, churrascarias que servem Sushi e Churrasco ao mesmo tempo. Fiquem a vontade para cometer esta heresia. Mas você (não que eu esteja rogando praga) vai passar três dias e três noites no banheiro cagando as tripas. Sem contar que não aproveita a carne.

Queijos

Outra guloseima muito comum nas churrascarias é o queijo. Vários tipos de queijo para você se entupir e consumir menos carne, ou seja, uma ratoeira. Queijo estragado gorgonzola, queijo suíço, queijo provolone, queijo frito, queijo assado, queijo para todos os tipos de rato. Menos pra você, claro, que selecionará dois tipos e, de cada um deles, colocará no seu pratinho apenas um quadradinho, afim de dar um gostinho. Os diminutivos empregados são propositais.

Recapitulando, o seu prato deve conter:

  • APENAS três tipos de salada. Alface, cebola e outra à gosto.
  • APENAS alguns palitinhos de batata e dois pedacinhos de polenta frita.
  • APENAS dois cubinhos de queijo.

Estão terminantemente proibidos:

  • Massas de qualquer tipo.
  • Sushi
  • Massas
  • Empadão
  • Massas
  • Lasanha
  • Massas
  • Talharim
  • Massas
  • E por último, e não menos importante, qualquer tipo de… Massas.

Obs.: A redundância “massas” é proposital.

Uma ideia sobre “Otimizando sua ida a Churrascaria – Parte II”

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk isso mesmo! eu pareço uma troglodita qdo vou a uma churrascaria, e nada de sobremesinha depois!!

    Ahhh, mas há quem defenda todo esse buffet, pq “tem que ter opção pra vegetarianos” pode isso?? póde?? é o fim dos tempos!!! huahauhaa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *