Picanha no sal grosso

Picanha é hipster. A picanha tá pro boi o que a helvetica tá pro design, embora pra mim não passe de comic sans. Como eu já disse aqui uma vez na série sobre como otimizar a ida a uma churrascaria, a picanha é tão overrated que o garçom se acha, estufa o peito e quase vomita um arco-íris quando na sua mesa anuncia que está servindo o famigerado corte bovino.

Mas é uma carne saborosa, muito saborosa, não tem como negar. Eu só gosto de cutucar a ferida pra chamar atenção da variedade tão apetitosa quanto, e pra proteger do bullying os garçons da costela e do cupim, por exemplo.

E neste último domingo ao invés de enfrentar alguma fila de restaurante resolvemos botar a mão na massa. Achei um açougue aberto na capital catarinense em pleno domingo, o que é motivo pra abrir um moet chandon, e comprei uma peça de picanha em torno de 1,3kg pra finalmente saber qual é essa do oba-oba da picanha no sal grosso. Já até tinha feito a picanha invertida e mostrado aqui no blog, mas a do sal grosso, que é bem mais simples, ainda não tinha experimentado.

Não tem mistério. Você vai precisar de:

Ingredientes

  • 1 picanha inteira, pesando aproximadamente 1,3kg.
  • 3kg de sal grosso médio

Aqui vai um adendo importante: evite marcas de sal grosso cujos “grãos” sejam pequenos ou que pelo saco é possível ver muito “pó”. Isso porque você pode ter uma surpresa no final tendo a carne muito salgada.

Como fazer

Pegue uma forma de assar do tamanho da peça de picanha e faça uma base com 1kg de sal grosso.

Preparando a base
Preparando a base

Coloque a picanha com a capa de gordura virada pra cima. Você pode usar a criatividade temperando a carne com um pouco de alho, talvez algumas folhas de alecrim. Algumas receitas recomendam fazer alguns furos na peça de carne pra introduzir os dentes de alho, eu particularmente acho isso uma heresia.

Com os 2kg de sal grosso restantes, cubra a peça de picanha sem deixá-la descoberta em nenhum ponto.

KD PICANHA?
KD PICANHA?

Leve ao forno pré-aquecido a uma temperatura de 200, 250 graus por aproximadamente 1h. Quanto maior a peça, mais tempo.

Picanha no sal grosso ao forno - uma delícia
Picanha no sal grosso ao forno - uma delícia

O sal grosso criará uma crosta grossa e após assá-la você retira (cuidado com a temperatura, essa crosta guarda calor uma barbaridade, use luvas ou algum tipo de proteção para as mãos). Raspe a peça de picanha tirando o excesso de sal que ficar e sirva.

Uma salada de batatas com maionese ou então as batatas na manteiga da Fabi são excelentes acompanhamentos.

Importante: o sal grosso, a despeito do sal fino, não penetra na carne deixando-a salgada em demasia. Não importa a quantidade de sal grosso que colocar, a carne vai “puxar” somente o necessário pra que fique salgada da maneira correta, não se preocupe.

4 ideias sobre “Picanha no sal grosso”

  1. Certa vez eu vi o Chuck (do Receitas de Chuck) preparando e assando camarões no sal grosso. Ele apenas tinha deixado o sal grosso por um periodo no forno e depois foi “grelhando” o camarão, depois deixou um tempo no forno.

    Creio que acontece exatamente isso que tu falou, o sal fica extremamente quente e também não deixa a comida muito salgada.

    O resultado ficou com uma cara boa.
    Não conhecia esse modo de fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *