Roteiro Gastronômico: Coqueiros

roteiro_gastronomico_coqueiros

Se a Lagoa da Conceição é o bairro mais democrático da Ilha de Santa Catarina, a região continental de Florianópolis tem o seu emérito representante: Coqueiros. Não há quem nunca tenha tomado uma cerveja ou mesmo um refrigerante olhando para a bela orla que o bairro mais nobre do lado de cá da ponte descortina ao visitante.

Se a vista é bonita, o turista se entristece ao saber que as suas praias não ofereceram balneabilidade. Mas a história desse lugar que sempre foi e continua sendo um dos roteiros mais procurados para quem quer comer, beber bem e se divertir compensa o fato de não poder entrar na água para um bom banho de mar.

Coqueiros é berço de ninguém menos que Franklin Cascaes, o folclorista florianopolitano que dedicou sua vida a forjar no mármore da história grande pedaço da nossa cultura cujo legado briga com a ânsia do esquecimento telúrico deste rincão.

Se você está visitando Florianópolis e quer conhecer as praias do continente, comece pela do Itaguaçu, além de estar recheada de opções gastronômicas, estará olhando para o mesmíssimo cenário que Franklin quando contou a história das Bruxas do Desterro.

Conta a lenda que em uma noite de Lua cheia as bruxas, que eram malvadas uma barbaridade e durante a noite roubavam as canoas dos pescadores da região, resolveram dar uma festa. Foram convidados toda a sorte de seres do mar e da terra, boitatás, sacís, lobisomem etc. Mas deixaram de fora o diabo, pois além de ser feio cheirava a enxofre. O capeta por sua vez saiu fazendo uma ronda pela região quando ouviu as gargalhadas “bruxólicas” e descobriu a festa. Como punição por não ter sido convidado, transtormou cada uma das bruxas em pedras, que até hoje vivem no bruxólico e bucólico Itaguaçu.

toca-paru-ambiente2

Já até perguntei pro Paru se ele acredita que na frente do seu famoso restaurante, que é considerado o segundo restaurante mais estreito do mundo, medindo 30 metros de comprimento mas apenas 2m de largura, vivem as tais bruxas. Ele diz que não duvida, mas também não é garantido. Sabe-se ali naquelas redondezas que “las hay”, como diz o ditado.

toca-paru-peixe-assado

Come-se ali na Toca do Paru um dos melhores pescados que ele mesmo assa na beira da praia, com brasa. Conhecer Coqueiros e não passar pelo Paru é motivo pra você também virar uma pedra, sem querer eu te mandar algum feitiço.

Mas há também outro lugar encantador que é o Bom Abrigo. Ele fica mais afastado, é uma pequena orla que compõe o litoral de Coqueiros. A calçada, os bancos e as árvores dão uma sombra refrescante no verão.

galeto-mamma-galeto

Conhecer o Bom Abrigo é um excelente motivo para levar sua família no Galeto da Mamma. No estilo das galeterias de gramado, oferece o melhor do galeto ao primo canto, massas e outras guloseimas que só as Serra gaúcha no estilo italiano consegue prover. Além disso, uma excelente e honesta carta de vinhos compõe o maravilhoso serviço do lugar.

parque-coqueiros

E se o programa é um passeio ao ar livre, Coqueiros também tem uma excelente opção. É neste bairro, logo na saída da ponte Pedro Ivo Campos que liga o Continente à Ilha que fica o maior parque aberto da cidade: O Parque de Coqueiros. Ali tem espaço para as mais diversas atividades: corrida, caminhada, ciclismo, campo de futebol, quadra polivalente, quiosques para um jogo de xadrez, bancos largos e confortáveis para um chimarrão ou uma pipoca dos carrinhos que ficam ao redor, ou mesmo um espaço amplo e gramado para levar seu animal de estimação para brincar e socializar com os demais.

jun-temakeria-sashimi-anchova-negra

Nesses arredores está instalado um dos melhores restaurantes de sushi de Floripa: A Jun Temakeria. Sushis feitos com muito esmero por uma equipe já renomada na cidade, usando ingredientes de altíssima qualidade e inovando em vários quesitos. Ali experimentei, por exemplo, o sashimi de Anchova Negra defumada, uma delícia que só indo lá comer para comprovar.

top-xis-sancler

Tem também o xis do Sancler, já elencado aqui como um dos cinco melhores da cidade. Vir ao Sul do país e não comer um xis, o que temos de melhor na comida de rua, é uma heresia que nem mesmo as bruxas perdoam.

IMG_5089

Se a fome for de um hamburguer mais elaborado, pouco mais pra frente tem o Gourmet Burger Market. Lá experimentei um delicioso hamburguer de cordeiro com ingredientes mais elaborados do que o da receita original dos americanos. Uma delícia que mata a fome agrada ao bolso de qualquer um.

boteco-ze-mane-caldinho-feijao

Há também na orla principal de Coqueiros diversos bares e botecos, alguns funcionam até como casa noturna, onde você pode sim comer bem mas com um foco mais nas bebidas e na diversão. É o caso do Boteco Zé Mané que visitamos recentemente e fizemos um review sobre, oferecendo várias comidinhas. Destaque para o saboroso caldinho de feijão deles.

chico-toicinho

Em meio a tantos restaurantes de frutos do mar o bairro também oferece a mais tradicional pizzaria da região: Chico Toicinho. O nome vem numa homenagem abrasileirada ao filósofo inglês Francis Bacon. A pizza é de alta qualidade e você tem um ambiente muito agradável para saboreá-la.

maria-farinha-grill-bife-chorizo

Quer comer uma carne? Também é possível. O Maria Farinha Grill está ali na ponta de Itaguaçu para oferecer excelentes cortes de carnes nobres. Dá até para se sentir em Buenos Aires experimentando o tradicional bife de Chorizo acompanhado de legumes cozido e boas brincadeiras com a mitologia desterrense no cardápio.

Coqueiros possui uma excelente via gastronômica, e aproveitá-la carece apenas de um pouco de paciência para percorrê-la e sem muita pressa escolher onde comer. A diversão será garantida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *