Arquivo da tag: almoço

Risotteria Suprema, comendo um bom risotto com preço muito justo

Desde que o jornalista e apresentador Zeca Camargo escreveu sua coluna à Folha de São Paulo falando sobre restaurantes e a arte de cobrar caro pra fazer comida simples porém rebuscada que não paro de pensar sobre o assunto. Como num efeito do sapo numa panela em temperatura ascendente, era eu com o preço dos restaurantes. Era barato, ou relativamente em conta, de repente começou a subir e nem notamos mais, mas, parafraseando o nobre comunicador, “você lembra quando percebeu que o jantar de R$ 150 virou rotina?”

É lógico que não tenho o costume de pagar isso num jantar, nem meus sofridos bolsos aguentariam, mas trazendo pra uma realidade mais próxima, você lembra quando foi que um jantar num restaurante mais elaborado começou a beirar os três dígitos? Como que num sofrenaço senti o fundo da panela queimar os pés e encerrei a leitura do texto com raiva de mim mesmo, e com uma cara de otário no semblante.

Por que comida simples, mas feita de maneira mais elaborada, precisa custar as vezes cinco vezes mais que seu custo? Qual empresa no mundo trabalha com até 500% de lucro? É uma resposta que não tenho, embora desejasse de toda forma trazê-la pra cá e debater com os nobres leitores que provavelmente ficarão com a mesma cara — se já não estão — após ler isso, já que a realidade não é somente dos paulistanos.

Risotteria Suprema

Faço diferente, pois, neste review. Indico um restaurante onde você pode comer muito bem, saindo totalmente satisfeito e com qualidade irrefutável. Falo da Risotteria Suprema, restaurante que conheci há dois dias, quando procurava um local pra almoçar nas redondezas do meu bairro que insiste em limitar aos buffets sua oferta de comida ao meio-dia.

risotteria-suprema-cardapio

O nome é auto-explicativo: o carro-chefe é o risotto. Risottos dos mais diferentes tipos e preparos, mas sempre mantendo uma característica italiana por trás, com pequenas adaptações ao paladar dos brasileiros. Pratos bem servidos e muito bem apresentados, decorados pra agradar não somente o paladar como os demais sentidos que se possa usar na gastronomia. E o melhor: sem precisar ficar pobre. Um grande trunfo à premissa de que comer bem precisa ser caro.

risotteria-suprema-salada

Para o almoço funciona da seguinte forma: todas as opções do cardápio são acompanhadas de uma entrada e uma sobremesa. Na terça-feira as entradas eram uma salada de folhas da estação, tomate, pepino, cenoura ralada e croutons ou então uma sopa de lentilhas.

risotteria-suprema-risotto-steak-alcatra

Para o prato principal, a possibilidade de escolher apenas o risotto do dia (que era de palmito com abobrinha zuchini, leite de coco e açafrão da terra), ou o risotto mais uma carne (filé de frango grelhado ou steak de alcatra). Você pode escolher somente a carne, caso deseje, acompanhada de um molho, ou ainda dois tipos de massa.

Já havia comido a salada e agora tinha um risotto muito saboroso e muito bem servido com um steak de alcatra no ponto certo de uma boa carne. Quando um gordo diz pra você que um prato é bem servido, quer dizer que pra uma pessoa com estômago normal ele será suficiente pra almoçar dois dias seguidos. Ou seja, além de muito boa, a comida é suficiente pra matar qualquer tipo de fome.

risotteria-suprema-mousse-limao

Como se não fosse o bastante, o chef Jordan Franzen, que recepciona muito bem e entrega pessoalmente os pratos a todos os clientes, nos trouxe uma mousse de limão de sobremesa. Assim como a entrada e o prato principal, comida simples e muito bem feita, indubitavelmente saborosa e bem apresentável, o que é constante em todo o serviço.

Quando vi que a comida era boa, bem apresentada, em quantidade digna pra matar a fome e tudo estava muito bem apresentado, pensei: em alguma coisa vai pecar. Seja no ambiente ou no atendimento, algo vai dar errado. Me enganei redondamente, e muito feliz ao fazer esta descoberta.

risotteria-suprema-ambiente

A casa é simples porém muito aconchegante. Decoração moderada, sem aquelas apetrechos todos na parede mas que te conferem conforto desde a chegada.

O atendimento foi perfeito. Todos os pedidos vieram corretamente, nenhum engano ou atraso, e os garçons sempre muito atenciosos e gentis explicando os pratos e fazendo o serviço ser lindamente aplaudido com louvores.

No fim das contas, o preço impressionou bastante, pelo que foi servido e apresentado: módicos 23,90 pelo almoço, sem contabilizar bebidas. Isso mesmo, menos de 25 reais por uma refeição com entrada, prato principal e sobremesa. Caso tivesse escolhido apenas o risotto do dia, ela teria saido por R$17,90.

Pode ficar tranquilo, Zeca Camargo! Nem tudo está perdido. Ainda existem restaurantes fazendo comida boa sem exageros na pompa e no preço.

Risotteria Suprema

  • Endereço: Rod. João Paulo, 130. João Paulo, Florianópolis.
  • Telefone: (48) 3234-0301
  • Horário: de terça à sexta das 11h30 às 14h, e das 19h às 0h. Sábados e domingos das 12h às 15h30 e das 19h às oh.
  • Aceita cartões: sim
  • Estacionamento: sim

Mercado Público de Porto Alegre e o Chalé da Praça XV

A cada visita que faço à Porto Alegre eu preciso dar uma passada no Mercado Público. Gosto de dar uma olhada nas verduras e legumes, mesmo que não os compre; gosto de sentir o cheiro do café do Mercado, mesmo que esteja abarrotado de gente e não dê pra levar um pouco de café moído na hora pra o espresso do fim de tarde; gosto de olhar as novidades da famosa Banca 43 e de levar um charque de traseiro já picado pro carreteiro do fim de semana, vindo lá de Bagé. E, claro, não dá pra voltar pra casa sem antes passar na Japesca e comer aquele temaki de haddock que poucos lugares o fazem.

Mercado Público: de verduras à café gourmet
Mercado Público: de verduras à café gourmet

O Mercado de Porto Alegre, sem sombra de dúvidas, é um excelente ponto turístico, seja pra comprar alguns produtos coloniais, especiarias, erva-mate pro chimarrão, lembranças da cidade ou até mesmo pra almoçar ou tomar um bom café.

Chalé da Praça XV
Chalé da Praça XV

Por falar em almoçar, na minha última visita ao Mercado escolhi um restaurante muito simpático. O Chalé da Praça XV foi inaugurado em 22 de novembro  de 1885, onde funcionava um quiosque para venda de sorvetes. Foi reformado várias vezes, inclusive na década de 70 sobreviveu a um incêndio e é tombado como Patrimônio Histórico Municipal da capital dos gaúchos. Ano passado ele foi reaberto e hoje funciona um restaurante para almoço e um lugar para happy hour bastante famoso do Centro Histórico de Porto Alegre.

Ambiente
Ambiente

O Chalé é muito aconchegante. Apesar do calor hostil que a cidade costuma proporcionar aos seus habitantes nesta época do ano, sua construção com um pé direito bem alto e vidraças laterais fizeram com que ficássemos à vontade para almoçar. O restaurante conta, ainda, com espaços externos e um lounge para a cervejinha no final do expediente.

O atendimento é bastante rápido e funcional. Poderia ser um pouco mais gentil, uma preocupação maior em anotar e explicar os pedidos, fui tratado com um pouco de rispidez mas nada que estragasse a refeição naquele momento.

Cardápio
Cardápio

Além dos pratos comuns do menu e das sugestões do Chef, o restaurante ainda oferece duas modalidades que me chamaram a atenção: um menu degustação composto por salada de cogumelos, risotto com salmão e alho poró e uma cheesecake servidos à francesa; e o prato típico do dia. Fui neste.

No dia da visita o prato típico era um encrecôte grelhado, acompanhado de arroz branco, palitos de polenta fritos, salada de rúcula com bacon e farofa.

Entrecot, salada de rúcula com bacon, polenta frita, arroz branco e farofa
Entrecot, salada de rúcula com bacon, polenta frita, arroz branco e farofa

Gostei bastante do prato que pedi, a carne estava no ponto, o arroz do jeito que eu gosto, bem sequinho e temperado, salada muito saborosa (com bacon tudo fica saboroso!) e a polenta bem crocante por fora e macia por dentro.

Achei o preço um pouco salgado. Este prato, bem servido mas nada extraordinário em se tratando de quantidade, custou com bebida algo em torno de R$36 incluindo um refrigerante. Talvez isso explique o fato de estar quase vazio no dia. Há opções mais em conta, começando em R$28.

Um ponto positivo do lugar: abre todos os dias, das onze horas da manhã até as onze e meia da noite. Ou seja, bateu a vontade de comer a comida deles ou tomar uma ceva com a galera, não tem fim de semana ou feriado, estará aberto.

Vale a visita pelo local ser bacana, um ponto de encontro de amigos e estar em frente ao Mercado Público.

Chalé da Praça XV

  • Endereço: Praça XV de Novembro, S/N. Porto Alegre
  • Telefone: (51) 3225-2667
  • Horário: de segunda à domingo, das 11h às 23h.
  • Aceita cartões: sim

 

Moeda Bar e Restaurante: um almoço regado à história de Porto Alegre

A Praça da Alfândega, em Porto Alegre, aporta algumas construções antigas e historicamente bonitas. Além do MARGS, o Museu de Arte, e do Memorial do Rio Grande do Sul, ali também está outro Patrimônio Histórico do estado, o prédio que hoje pertence ao Santander Cultural.

Santander Cultural
Santander Cultural

São quase 6 mil metros quadrados de imponência e beleza que oferecem além de um ponto turístico importante pra quem visita a cidade, exposições de arte, shows de música e uma gastronomia exemplar. Isso porque no subsolo do prédio, onde ficavam os antigos cofres do Banco do Comércio, instituição financeira que inaugurou-o, um bar e um restaurante que proporcionam uma experiência gastronômica fantástica.

Exposição de arte no Santander Cultural
Exposição de arte no Santander Cultural

No último sábado ali estive para visitar a Feira do Livro de Porto Alegre e almocei no Moeda Bar e Restaurante. Na oportunidade também conheci pessoalmente a querida Alice Cirne, quem conheci digitalmente há algum tempo. Ela gerencia o restaurante e se não está andando pelo lindo salão, também recebe a quem chega com um simpático sorriso de boas vindas.

Cachacinha pra abrir o apetite
Cachacinha pra abrir o apetite

Alice nos ofereceu um caldinho verde e uma cachacinha, enquanto nos explicava o funcionamento da casa. Pra quem quiser abrir o apetite tem desde uma tradicional Ypioca até cachaça artesanal, passando pelo digestivo Undenberg. E esse é só o primeiro flerte que o Moeda faz conosco.

Pães: que delícia!
Pães: que delícia!

Na mesa, uma cesta de pães variados e manteiga de excelente qualidade estão aguardando pra abrir os trabalhos no almoço. Sabe aqueles pãezinhos que parecem desmanchar na boca? Pois é.

Buffet do Moeda
Buffet de pratos quentes do Moeda

O almoço é servido em um buffet e apesar disso a comida está sempre fresquinha e quente. Isso é garantido pelo sistema de rechaud e pela intensa movimentação do chef em garantir que a comida seja sempre reposta. Começa com uma boa variedade de hortaliças, vegatais e legumes para você mesmo montar a sua salada, com molhos e queijos pra complementar o prato. Segue com os pratos quentes com três opções de carnes, uma massa e guarnições igualmente muito bem preparadas.

Saladinha, pra mostrar que somos saudáveis
Saladinha, pra mostrar que somos saudáveis

Ele é organizado, não costuma ter grandes filas e a experiência na mesa é tranquila. Por ter vários espaços e não ser um salão com muitas mesas, é confortável e permite uma agradável conversa enquanto degusta-se as igurias ali produzidas. A ausência daquele corre-corre típico de buffet permite ainda que você comece com uma salada, troque de prato, experimente outras coisas e assim por diante.

Massa ao molho funghi e maminha no alho: torça pra comer isso!
Massa ao molho funghi e maminha no alho: torça pra comer isso!

Torço muito para que você lendo este post, faça uma visita. E visitando o restaurante seja recebido com esta massa fresca ao molho funghi e essa maminha assada no alho. Imagino que outras delícias sejam servidas ali, mas é sério: torça pra ter essa massa. Não precisa ser viciado em cogumelos que nem eu para querer repetí-la.

Um docinho pra fechar com chave de ouro
Um docinho pra fechar com chave de ouro

E se você acha que a esta altura do campeonato estará totalmente cheio com as delícias do buffet de pratos quente é melhor se programar no início: ainda tem a sobremesa. Além de uma travessa de frutas frescas, doces de que só de lembrar minha boca enche-se de água. Eu fui na torta de limão, é dos deuses. Um saborosíssimo creme no recheio, raspas de limão que compensam a acidez sobre o doce e uma base tipo massa de biscoito muito crocante.

Ambiente limpo, bonito e agradável
Ambiente limpo, bonito e agradável

O atendimento não se fez excelente apenas pelas boas vindas da Alice, durante todo o serviço fomos atendidos com muita gentileza, com as bebidas vindo sem qualquer dificuldade e nossos pratos sendo substituídos e a mesa limpa com frequência.

E toda essa comida, agradável do início ao fim, custou módicos R$27, preço fechado por toda a refeição. Ou seja, você tem acesso às exposições de arte, conhece um prédio centenário no centro histórico e turístico de Porto Alegre e ainda come bem pagando um preço mais que justo. Vale cada segundo da visita.

Em tempo, deixo um agradecimento especial pra Alice que nos recebeu com muito carinho. Obrigado, Alice!

Moeda Bar e Restaurante

  • Endereço: Rua Sete de Setembro, 1028, Santander Cultural. Praça da Alfândega, Centro Histórico, Porto Alegre.
  • Telefone: (51) 3227-8322
  • Horário: De segunda à sexta-feira, das 11h30 às 15h.
  • Aceita cartões: sim
  • Wifi: sim (a Procempa fornece internet livre em toda a praça)

 

O almoço caseiro e saudável da Aninha Comas

Duas semanas e meia de amor com a gastronomia de Porto Alegre. Costumo publicar os reviews com a mesma ordem cronológica que visito os lugares, então isso quer dizer que que ainda tenha mais um ou dois reviews por fazer na minha última e mais demorada visita à capital gaúcha, mas antes mesmo de terminar este período já posso dizer que sentirei muitas saudades. Não que eu não sinta falta da comida da minha querida Florianópolis, mas por ser considerada uma metrópole Porto Alegre oferece uma quantidade muito maior de estabelecimentos, cozinhas e estilos e você não precisa sair do seu orçamento para comer bem.

Restaurante Aninha Comas
Restaurante Aninha Comas

Profissional de gastronomia desde a década de 70, onde além de cozinheira publicou livros na área e apresentou programas de culinária na TV, Aninha Comas está comemorando 30 anos com sua loja de comidas congeladas e um restaurante localizado no bairro Moinhos de Vento. E eu estive nesta última sexta-feira neste lugar maravilhoso para experimentar o que ouvia falar: a experiência foi ótima.

O Moinhos de Vento, pra quem não conhece um pouco de Porto Alegre, é um bairro nobre e nele estão os hotéis mais caros, restaurantes mais chiques e serviços mais exclusivos possíveis. O Restaurante Aninha Comas é tudo isso, menos caro. É exclusivo sem ser caro, é requintado sem ser esnobe. E é barato.

Buffet de Saladas
Buffet de Saladas

Um almoço lá tem basicamente 4 etapas. Começa com um buffet de saladas bem variado e bonito, com algumas opções de molhos a disposição. São legumes, folhas, raízes e grãos muito bem selecionados, higienizados e apresentados com muito cuidado que faz o mais carnívoro sentir vontade de ter seu dia vegetariano.

Salada do Aninha Comas: vontade de ser vegetariano
Salada do Aninha Comas: vontade de ser vegetariano

Enquanto isso você escolhe uma das entradas que no inverno pode ser uma sopa ou uma fatia de quiche de queijo e presunto ou legumes. No almoço também está incluso o suco (uva e abacaxi, neste dia) e água, que podem ser servidos também à vontade.

Entrada: Quiche de Presunto e Queijo
Entrada: Quiche de Presunto e Queijo

Eu escolhi a quiche de presunto e queijo. Massa bem leve como deve ser e muito saborosa.

Filé de peixe à milanesa, arroz e purê de batatas
Filé de peixe à milanesa, arroz e purê de batatas

A cada dia duas sugestões de pratos principais. Nesta sexta, as opções eram Filé de peixe à milanesa com arroz e purê de batatas ou Escondidinho de carne seca com arroz e couve. Os pratos são muito bem servidos, você não vai passar fome, e são muito bem preparados. Sabe aquele arroz de vó, bem temperadinho? Então, é aí que eu me refiro.

Escondidinho de Carne Seca, arroz e couve
Escondidinho de Carne Seca, arroz e couve

Experimentei também o Escondidinho de Carne Seca e também estava uma delícia, feito com purê de mandioquinha, como manda o figurino!

Sobremesa: Tortinha de bolacha
Sobremesa: Tortinha de bolacha

Para fechar bem o almoço, uma gama de sobremesas. Escolhi a tortinha de bolacha, com direito a muito doce de leite de excelente qualidade.

O ambiente é muito agradável. Mesas e cadeiras confortáveis, decorado com muita simplicidade. Você se sente em casa e as vidraças abertas encanando uma brisa da Marquês do Herval, uma rua muito bem arborizada, te deixam muito a vontade enquanto você almoça.

Ambiente lindo e confortável
Ambiente lindo e confortável

Além da visita neste restaurante, recomendo que você chegue cedo se possível. A clientela parece ser bastante fiel ao restaurante, visto que a maioria dos clientes é chamada pelo nome, e a pequena e aconchegante casa enche rápido. O que na verdade nem notei acontecer, apesar de ter sido um dos primeiros a chegar, visto que existem ambientes separados então você não percebe o movimento nem ouve muito barulho (ponto para quem planejou o ambiente!).

Os funcionários do restaurante são bastante simpáticos e trazem todos os pedidos de forma correta, com agilidade e cortesia. O serviço é bastante rápido. O preço também é bastante atrativo: a entrada, o buffet livre de saladas, o suco, prato principal e sobremesa custam módicos R$21, pacote completo.

Junto com o restaurante funciona a venda de comidas congeladas. Você pode levar pratos separados ou encomendar um programa diário de refeições para aquecer e comer em casa. Eles possuem tele-entrega. No local há folders com informações sobre as refeições e os pacotes.

Preciso dizer mesmo que recomendo a visita?

Restaurante Aninha Comas

  • Endereço: Rua Marquês do Herval, 491. Moinhos de Vento, Porto Alegre
  • Telefone: (51) 3346-4030
  • Horário: De segunda à sexta-feira, das 8h30 às 19h. Sábado das 9h às 14h.
  • Aceita cartões: sim

 

Almuerzo executivo no Media Luna

O dia 20 de setembro é uma data especial para os gaúchos. Isso porque no ano de 1835 na Ponte do Azenha (hoje o cruzamento da Av. Ipiranga com a Av. Azenha, em Porto Alegre) um grupo de farrapos emboscaram e venceram os imperiais, na batalha que marcou o início da Revolução Farroupilha, na tomada da capital.

Este post é dedicado à memória daqueles que lutaram pelo seu ideal libertário e que por 9 anos constituíram uma república livre do império que ora os oprimia, com bandeira, hino e constituição próprias.

Media Luna Boutique de Doces Argentinos
Media Luna Boutique de Doces Argentinos

Também em homenagem a esta data o Media Luna Boutique de Doces Argentinos, lugar que já fizemos review experimentando o carro-chefe da casa, teve como um dos pratos da semana o Arroz de Carreteiro. O Media Luna colocou recentemente no seu menu uma espécie de almoço executivo com couvert, salada e prato principal, o que eles chamam tematicamente de Almuerzo, incorporando, como todos os elementos da casa, o espírito de Buenos Aires. E ao som de lindos tangos e decoração sempre peculiar argentina é que estivemos experimentando este almoço ali na Dr. Timóteo, rua simpática do bairro Moinhos de Vento.

Couvert: Palitos de Queso com duo de molhos tártaro e mostarda
Couvert: Palitos de Queso com duo de molhos tártaro e mostarda

O almoço começou com os Palitos de Queso e um duo de molhos, um tártaro e outro de mostarda, muito bem preparados. Confesso que poderia ter almoçado só aqueles palitos, estavam muito saborosos e macios.

Salada Gaúcha
Salada Gaúcha

Na sequência recebemos uma salada gaúcha, que nada mais é que um mix de folhas com pedaços de tomate, ovos cozidos, cebolas e fatias de pepino. Um azeite e um vinagre balsâmico de excelente qualidade para deixá-la apetitosa.

E o Arroz de Carreteiro? Bah! Não há outra interjeição que exprima um legítimo arroz de carreteiro empratado e bem apresentado. Uma iguaria tão comum mas cheia de segredos para deixá-la mais saborosa, ainda mais quando apresentada desta forma. Repito: bah! Um rico dum prato!

Arroz de Carreteiro: delícia!
Arroz de Carreteiro: delícia!

O Carreteiro, como deve ser, coberto com salsinha e ovo picado bem no estilão da campanha, onde se encontram os remanescentes das carretas, índios da guampa torta que sustentam essa forma rude e tão bonita de transporte.

Pappardelle ao Pesto
Pappardelle ao Pesto

Este é um Pappardele ao Pesto, que experimentei e também aprovei.

Este trio composto por couvert, salada e prato custaram nada mais que R$19,70. Um preço bastante em conta, levando em consideração a qualidade, sabor e quantidade da comida.

Bomba de chocolate
Bomba de chocolate

E já que lá estávamos não poderíamos deixar passar a oportunidade de aproveitar um dos doces já característicos do lugar. Engatei a sobremesa com uma bomba de chocolate recheada com ganache também de chocolate.

Mil folhas de doce de leite
Mil folhas de doce de leite

Outra sobremesa muito interessante é este mil folhas do mais puro e argentiníssimo dulce de leche. A bomba estava uma delícia, mas esse mil folhas me deixou cair os butiá dos borso, como se diz aqui.

No fim das contas o almoço custou, com sobremesa e cafezinho na saída, pouco menos de 40 pilas por pessoa.

Se você quiser aproveitar o carreteiro que citei aqui, tem até sexta-feira para fazê-lo. Isso porque o Media Luna tem um cardápio com 5 pratos diferentes a cada semana.

Media Luna Boutique de Doces Argentinos

  • Endereço: Rua Dr. Timóteo, 890. Moinhos de Vento, Porto Alegre.
  • Telefone: (51) 3264-0942
  • Horário: de segunda à sábado das 8h às 20h. Aos domingos, das 15h30 às 20h.
  • Aceita cartões: sim
  • Wifi: sim

Delícias do Campo: um buffet honesto pro almoço do dia-a-dia

Uma das facilidades do meu trabalho é não ter horário de almoço. Não que eu consiga ficar muito tempo longe da estação onde administro os servidores e as solicitações dos meus clientes, tem dias que mal consigo um tempo pra comer. Mas normalmente posso tocar o trabalho direto até as 13h (até porque raramente acordo antes das 8) quando os restaurantes começam a esvaziar nos dias de semana, e então tranquilamente posso buscar um local pra comer. Tem suas desvantagens, é claro. Se vou num buffet, por exemplo, corro risco de não pegar o mesmo frescor da comida ou então ter menos opções daquelas que abriram o restaurante.

Delícias do Campo
Delícias do Campo

E já era por volta da uma da tarde quando cheguei no Delícias do Campo, um restaurantezinho quase escondido na marginal da Rodovia SC 401, em Florianópolis, entre outras tantas lojas. Pra quem sai da Av. Beiramar e vai em direção às praias do norte da Ilha de Santa Catarina ou faz o caminho inverso é praticamente invisível. Tinha ouvido dizer que o restaurante era muito disputado, mas mesmo fora do horário comum de almoço, imaginei que não estaria tão cheio. E quase tive que esperar vagar uma mesa.

Empório e delicatessen
Empório e delicatessen

E engana-se que, neste contexto, o único motivo de um restaurante estar com sua lotação máxima neste horário é somente o preço. Ele não custa caro, um buffet livre sai por volta de 12 reais. Mas o pequeno gigante ostenta bem o nome, comi verdadeiras delícias por ali. E as delícias não restringem-se ao cardápio do almoço. Além de um empório bem completo de especiarias, geléias, pães, bebidas, doces e outras guloseimas, quem já foi confirma que o café colonial oferecido no período da tarde é um dos melhores da cidade.

Opções de carnes
Opções de carnes

No menu das opções de carne já fiquei intrigado com o Tender ao Caramelo. E mesmo tendo optado pelo bife à milanesa, uma escolha quase sempre certa e um dos meus pratos preferidos, peguei uma porção pra experimentar. Não só o tender, mas toda a comida do restaurante é muito bem feita, bem temperada e bem servida. Conseguem, mesmo com o preço cobrado um pouco reduzido, servir uma comida de excelente qualidade e preparo de dar inveja a outros bistrôs da região.

Sobremesas
Sobremesas

Há também um buffet de sobremesas e entre frutas da época, doces, tortas, o tradicional sagú de vinho tinto e outros quitutes, delícias e mais delícias podem ser experimentadas após o prato, e tudo isso já incluso no valor do buffet.

O atendimento é um pouco corrido por conta do movimento (ou você queria também um maitre disponível por 12 pilas?), mas por conta do buffet que agiliza o lado da comida e a bebida ser servida na sua bandeja, você não precisará muito dele. Aliás, só pra fins de registro, quando precisei foi eficiente e gentil. Só é agitado, corre-corre, etc.

Buffet
Buffet

A casa é muito bonita. Parece pequena por fora mas por dentro comporta o empório, o caixa e a seção de presentes no piso inferior e no segundo andar tem o buffet e o salão. O espaço é bem dividido e as mesas muito confortáveis. A mobília é toda rústica e muito bem decorada, os pratos são diferentes um do outro, foge aquela coisa de padrão dando um ar de bistrô bem bacana.

Ainda quero voltar lá pra experimentar o café colonial. Se você já conhece, nos dê um feedback nos comentários.

Delícias do Campo

  • Endereço: Rod. SC 401, 4240. Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis.
  • Telefone: (48) 3238-6110 (aceita reservas para o café colonial)
  • Aceita cartões: sim
  • Estacionamento: sim
  • Wifi: não
  • Funciona de segunda à sábado das 9h30 até às 19h30, sendo o café colonial servido das 16h em diante.