Arquivo da tag: café kiwi

Café Kiwi: imperdível bistrô no centro de Florianópolis

O conceito de bistrô tá sendo deturpado. Ou modernizado, coloquemos a culpa na evolução. Mas é fato que a idéia original de bistrô não é a mesma da França da Segunda Guerra. Não que eu queira aqui ser purista, gastronomia é algo vivo e que se adapta às condições em que está submetida, a determinado tempo e lugar. Mas daí a usar o nome bistrot pra dar um certo ar “cool” ao lugar ou então ter uma licença poética pra cobrar mais caro do cliente, já descamba pra sacanagem. Mas tem quem pague, não é mesmo?

Café Kiwi
Café Kiwi

Bistrô, conceitualmente, é um lugar pequeno, aconchegante; bistrô é local, atende a vizinhança, tem um ou mais pratos por dia e serve comida simples. Boa, sem sombra de dúvida, mas comida simples. Saborosas, bem apresentadas, bem elaboradas, mas ainda assim simples.

O Café Kiwi é um bistrô. Ele não se diz bistrô, não tá na placa que é bistrô, se chama “Café”, mas é um bistrô no horário do almoço. É um local aconchegante, pequeno, tem poucas opções de prato a cada dia, o atendimento tem um ar de exclusividade e faz comida simples, saborosa e com preço justo. Conceitualmente? Bistrô.

Vista das mesas externas para a Pe Miguelinho
Vista das mesas externas para a Pe Miguelinho

Já havia tentado almoçar lá outro dia, numa dessas minhas recentes andanças pelo centro da cidade, mas com o tardar da hora o prato que eu escolheria naquele menu já havia acabado (ouvi um grito de bistrô?). Numa outra oportunidade, semana passada, não deixei passar. Aguardei vagar uma mesa e fui atendido.

Desde o início até o final eu fiquei encantado. Primeiro porque fui com a cara dele mesmo sem saber o que serviam. Achei simpático, o Café Kiwi piscou pra mim. Vi aquela construção antiga entre a lateral da Catedral Metropolitana e o prédio da Previdência Social, um pedaço do centro outrora muito badalado e hoje já meio bucólico, aquela plaquinha simples e bonita, as mesinhas no calçadão da rua Padre Miguelinho cobertas com um guarda-sol verde… flertou comigo.

Café Kiwi - Interna
Café Kiwi – Interna

A moça que nos atendeu, e já peço as devidas excusas por não ter perguntado o seu nome, foi muito simpática e prestativa. Nos explicou detalhadamente o cardápio, a composição dos pratos, nos deu sugestões e nos trouxe a bebida.

Risotto de Salmão com Espinafre e Limão Siciliano
Risotto de Salmão com Espinafre e Limão Siciliano – R$24

Eu escolhi um Risotto de Salmão com Espinafre e Limão Siciliano. O Couscous Marroquino e a Lasanha de Abobrinha com Gorgozola pareciam boa pedida também, pelo que vi a vizinhança comendo. Mas risotto é risotto.

Eu viajo muito na maionese ou mais algum leitor tem aquela sensação de que o prato conversa contigo? Pois é, o risotto que comi ficou quase meia hora batendo um papo. Esqueci do tempo, das pessoas que passavam na rua apressadas pra regressar ao trabalho, do barulho dos carros da Arcipreste Paiva, da Câmara de Vereadores… A cada garfada um novo assunto. Sem brincadeira, acho que foi o melhor risotto que já comi fora de casa.

Quando faço uma resenha, procuro analisar alguns pontos importantes como o ambiente, o atendimento, a qualidade da comida e procuro fazer algum comentário sobre o preço. Se fosse pontuar com notas, a todos estes ítens um 10 com bastante louvor. Não pecou em absolutamente nada. E o preço, bah! Se todos os restaurantes de Florianópolis cobrassem o justo… Paguei módicos vinte e quatro reais pela refeição, e que eles não me escutem, teria pagado mais com um sorriso no rosto.

Torta de Pistache
Torta de Pistache

Se não pra almoçar mas talvez pra um café, uma fatia de quiche que eles mesmo fazem, e o fazem de forma extraordinária; talvez um brownie, já resenhado pela Michele; ou quem sabe a tão comentada torta de pistache, que só de mirá-la naquele balcão refrigerado dá vontade de levar pra casa; os cupcakes que estampam a vitrine; seja lá que hora você passar por ali, recomendo a visita.

Bistrô, caros colegas, não é um restaurante. E espero que, se ler, a proprietária não me ache pedante em nominar o seu próprio estabelecimento como bistrô, porque nem ela chama. Bistrô é experiência, é sentimento, são sensações. É experimentar uma comida feita por quem ama o que faz. E faz porque sabe. E que deixa você a vontade.

Poderia fechar esse texto dizendo que o Café Kiwi te faz sentir em casa, aquele baita clichezão dos blogs de gastronomia. Mas o Kiwi não é só como a sua casa, é como aquela casa que você faria caso ganhasse na megasena, embora tenha a nítida certeza de que dinheiro nenhum do mundo compra esse prazer.

Café Kiwi

  • Rua Pe. Miguelinho, 83. Centro, Florianópolis.
  • Telefone: (48) 3224-0155
  • Aceita cartões: sim
  • Estacionamento: não
  • Site