Arquivo da tag: fritas

Bucaneiros: do arroz ao camarão, tudo perfeito!

Há tempos venho explorando mais a culinária do continente catarinense. Se o tempo que morei na Ilha de Santa Catarina foi suficiente para desbravar boa parte do que a gastronomia ilhoa tinha para oferecer, é em terra firme que tenho me surpreendido muito com a diferença de sabores e preços. As vezes encontramos pérolas como o Bucaneiros (ou Bucaneiro, como está na placa na entrada, o proprietário ainda não decidiu), que além de muito barato, oferece comida excelente e em boa quantidade para todos os apetites, do outro lado da baía norte.

bucaneiros-entrada

Costumo dizer que restaurantes precisam caprichar tanto numa lagosta quanto num simples pastel de camarão. Fazer com perfeição uma excelente carne e não deixar pra trás uma mera salada. Muita gente não liga pra isso, vai com sede ao pote no prato principal e esquece que está pagando por um almoço completo, onde tudo deve estar a contento, e a mesma grandiosidade de um principal ser refletida num mero arroz.

bucaneiros-arroz

O Bucaneiros tem isso. Os acompanhamentos dos principais pratos do restaurante são batatas fritas, salada, pirão de caldo de peixe e a figurinha carimbada do dia-a-dia, o arroz. Lá ele aparece em duas versões: o arroz branco simples e o arroz branco com alho. E por incrível que pareça toda vez que eu vou comer no Bucaneiro eu já começo a salivar pensando no arroz, mesmo antes de fazer a curva no Morro da Bina, antes mesmo de chegar em São Miguel.

Mas obviamente nem só de arroz se faz um restaurante, então vamos aos fatos.

bucaneiros-couvert

O couvert do Bucaneiros também é saboroso. Não deixe de experimentar estes pãezinhos que são servidos já na chegada, antes mesmo do pedido ser feito, acompanhados com um molho de maionese da casa. A salada é boa, também, mas domingo não é dia de salada!

O cardápio da casa é composto por uma seção de Aperitivos, onde você pode comer desde um camarão à milanesa, mariscos, lulas e peixe nos seus mais diversos preparos, além de uma seção de pratos principais à base de Camarão e Peixes. Também tem pratos com carne e frango para os que não comem ou não estejam a fim de frutos do mar, os famosos chatos de galocha que acompanham aventuras gastronômicas sem manjar dos paranauê.

Enquanto saboreava o couvert pedi uma caipirinha. Drinks não são o forte deles, ela estava ácida demais e muito forte, mesmo pra quem já está acostumado com o sabor da cachaça. Valeu pela ingestão exclusiva da cachaça que, segundo o manezinho, serve pra cortar o “veneno” dos frutos do mar.

bucaneiros-file-peixe-molho-camarao

Como prato principal pedi o Linguado ao Molho de Camarão. Deveria ter pedido meia porção, este humilde prato serve nada menos que 4 pessoas famintas após uma prisão em uma solitária por três semanas. Peixe à milanesa bem fritinho e no ponto certo, casquinha crocante e com um delicioso e bem temperado molho de camarão por cima.

bucaneiros-maionese-camarao

Havia pedido também a Maionese de Camarão que embora estivesse no cardápio de saladas não agrada nutricionistas como tal, mas eu fiz a minha parte. Essa eu fui inteligente e pedi meia porção que seguramente serve duas pessoas nas mesmas condições famélicas.

Batatas cozidas na medida certa, com o mesmo molho de maionese caseira acima citado e camarões médios cozidos e crocantes, mesmo sem casca, pra manezinho nenhum botar defeito.

bucaneiros-sobremesas

Como se tudo isso ainda não bastasse pra empanzinar o vivente, um buffet com sobremesas típicas da nossa região, contendo doces e frutas era servido gratuitamente para todos os comensais. Provem o pudim de leite deles, é uma delícia!

A conta fechou por volta de R$130 e poderia ter sido bem mais em conta caso não tivéssemos pedido comida para um batalhão.

E a digestão foi feita vendo as escunas chegarem e partirem no trapiche desta praia, lotadas de pessoas que assim como nós estavam em busca de excelente comida.

Restaurante Bucaneiro

  • Endereço: Rua Brigadeiro Eduardo Gomes, s/n. Balneário de São Miguel, Biguaçu/SC.
  • Aceita cartões: sim
  • Estacionamento: Sim

Madero, hamburguer saboroso em Balneário Camboriú

Gosto de hamburguer, mas falo pouco deles. Falo pouco porque os como pouco. Sou mais do sanduíche-arte, moleque, de várzea, que joga com os dois pontas e em campinho de areia, que se come com as mãos e deixa-se cair milho como numa ode à plantação da semente. Aliás, bobagem a minha aliar a imagem do hamburguer com sanduíche porque esse é o cheeseburger, se falarmos do hamburguer mesmo, esse foi inventado na Alemanha e não passa de um bife de carne moída.

Mas agora virou Gourmet, palavra francesa que quer dizer “tudo o que for acompanhado desta palavra é chique e bem elaborado, com ingredientes rebuscados e custa caro”. Tergiversando um pouco, ontem estive num cinema, desses VIP, com serviço de garçom e o escambau, e comi pipoca gourmet, que nada era além de uma pipoca normal com ajinomoto saborizado. VIP, Gourmet… é quase um bingo dos abobados gastronômos que não cansam de inventar moda.

madero-entrada

Dia destes fui no Madero. Meus amigos de Curitiba sempre dão checkin lá, fiquei com vontade e o máximo que poderia chegar na fatídica noite dominical era em Balneário Camboriú, única cidade catarinense a receber uma filial da franquia que vem crescendo bastante. O Madero é mais uma dessas casas que aliam burguer & grill, lanche e jantar no mesmo esquema, pra aproveitar o calor da churrasqueira. Simpática, a casa tem um ambiente tranquilo e agradável, podendo-se passar boas horas ali dentro sem ficar cansado. Permite uma boa conversa, papo entre amigos que querem um pouco mais do que matar a fome.

O Cardápio do Madero traz algumas opções de petiscos para a entrada, saladas, massas, grelhados com acompanhamentos (o L’Entrecôt e a costelinha barbecue são figurinhas carimbadas aqui também) e, claro, os cheeseburguers.

madero-cheeseburger-cordeiro

Fui no cheeseburguer, era a proposta da noite. Mas não fui em qualquer sanduíche, fui no Cheeseburguer de Cordeiro Clássico (R$32,40). Tenho um certo receio de pedir qualquer coisa de cordeiro onde não fui extremamente recomendado, mais das vezes me decepciono. Isso não aconteceu no Madero. Assim como todo o lanche, o hamburguer de cordeiro estava delicioso. Ou melhor, os dois hamburgueres, é duplo. Temperado da melhor forma, sem excessos (muitos cozinheiros tentam maquiar o gosto característico da carne ovina), e no ponto ideal de se servir um hamburguer. Veio acompanhado de fritas e alguns suspiros a cada mordida no sanduíche.

madero-burguer-ponto

Não costumo colocar duas fotos do mesmo prato, mas essa se faz necessária pra que vocês acompanhem o que falo do ponto. Carne grelhada por fora e levemente passada por dentro, garantindo frescor e suculência à comida.

madero-cheesebacon

Meu querido sócio Everton Veber, que é quem deveria ter elaborado este review, visto que é perito na arte do hamburguer, pediu um Cheesebacon Clássico R$30,60). Dois hamburguers, bacon à vontade, queijo e salada. Pra que mais que isso pra ser feliz, me diz?

madero-sanduiche-bandeiras

Não sei se as fotos fazem jus ao que vou dizer, mas gostei bastante da apresentação dos cheeseburgers, assim como os seus acompanhamentos. Uma outra coisa que em chamou atenção e que parece “boba” se não pensarmos com carinho é quando você pede pra retirar um ingrediente. Não corre-se o risco de você comer algo que não gosta — ou pior, que não pode comer — por um descuido da cozinha. Todo lanche que você pede pra retirar um ingrediente vem sinalizado com as plaquinhas. Ponto positivo, ganha em apresentação e ganha ponto também no atendimento, que foi 100% do início ao final do serviço.

madero-brigadeiro-colher

Fechamos a refeição com uma sobremesa gorda, pra não sair da linha do prato. Brigadeiro de colher servido na panelinha R$14,90). Simples porém gostoso. E dá vontade de levar a panelinha de souvenir (#fikdik Madero).

Se você estiver por Balneário Camboriú, recomendo a visita!

Madero Burger e Grill

  • Endereço: Av. Atlântica, 3180. Balneário Camboriú, SC.
  • Telefone: (47) 3367-8009
  • Horário: De segunda à sexta, das 11h45 às 14h30 e das 19h às 23h30. Sábado das 11h45 às 0h30 e domingo das 11h45 às 23h30.
  • Aceita cartões: sim