Arquivo da tag: harumaki

Yakissoba da Ponte: Food truck de comida oriental no Kobrasol

Nos Estados Unidos Food Truck já é comum. Em São Paulo recentemente uma lei que libera e regulamenta foi aprovada. Por aqui ainda divide opiniões mas é ansiado por muitos entusiastas, eu incluso, um debate e, tão logo possível, uma carta branca pra que pequenos caminhões, utilitários e vans sirvam comida nas ruas, de forma itinerante e que viabilize bons e frutíferos projetos.

Enquanto o conceito puro de comida de rua através dos food trucks não é possível, algumas iniciativas já começam a despontar deixando este que vos escreve bastante animado e esperançoso pra que num futuro não muito longínquo seja normal estar no caminho de casa ou do trabalho e poder comer algo além do cachorro-quente, algo mais elaborado e nutritivo do que pipoca.

yakissoba-ponte-trailer

Isso porque ontem inaugurou no Kobrasol, em São José, o Yakissoba da Ponte. Como o próprio nome enseja estava instalado no bairro Ponte do Imaruím, cidade de Palhoça, e agora mudou-se pra alegrar os cidadãos josefenses e florianopolitanos que não raro visitam as opções gastronômicas das imediações da Lédio João Martins.

Com um cardápio enxuto como todo bom food truck deve ser, o Yakissoba da Ponte oferece o carro-chefe e rolinhos primavera.

yakissoba-ponte-cardapio

São quatro tipos de Yakissoba: de carne, de frango, misto (o clássico carne + frango) e o vegetariano. Você pode escolher o tamanho médio e o grande, exceto o misto. Os valores variam de R$9 a R$15 dependendo do ingrediente e tamanho escolhido.

Já os Harumakis, ou rolinhos primavera, podem ser salgados (carne e legumes, frango e lefumes e queijo) ou doces (chocolate e romeu e julieta). Eles podem ser vendidos em unidades, que custa uma módica quantia de R$2,50 ou vir em porção de cinco unidades, custando apenas 10 pratas.

yakissoba-ponte-yakissoba

Experimentei os dois pra não dizer que não falei das flores e gostei bastante do que provei. O meu Yakissoba misto veio bem servidor de todos os ingredientes, carnes inclusas nesta constatação, quentinho pois é feito na hora e estava bem saboroso. Único ponto negativo foi a quantidade de sal no molho, hipertenso de carteirinha acabei estranhando, mas imagino que seja algo a ser melhorado nos dias subsequentes à inauguração.

yakissoba-ponte-harumaki

Os rolinhos primavera estavam demais. Experimentei o de carne com legumes e o de queijo. Casquinha crocante, bem quentes (logo o recheio de queijo estava derretido e fazendo aquele efeito elástico que tanto adoramos e muito, muito saborosos.

Ao lado do trailer onde fica a cozinha, mesas e cadeiras confortáveis de madeira protegidas da chuva e do sereno por um grande toldo garantem a tranquilidade e o conforto necessários pra se comer aproveitando o movimento da Av. Presidente Kennedy.

Vale muito a visita!

Yakissoba da Ponte

  • Av. Presidente Kenney, 789. Em frente à Vox. Kobrasol, São José / SC.
  • Aceita cartões: sim
  • Estacionamento: sim

Daikoku: sushis, sashimis e outras delícias

Na minha incessante busca pelo sushi perfeito de Porto Alegre devo ter lido pelo menos uns 30 reviews de casas que oferecem esta iguaria na tão charmosa capital mais ao sul do país. Nem sempre dá pra visitar todos e os que visito, nem todos são aprovados pra entrarem numa lista de favoritos. Ainda mais em outra cidade onde você é visitante e depende de alguém pra te guiar.

Há tempos passava na Cristóvão Colombo e via o recém aberto Daikoku Sushi. E dia destes resolvi entrar, mesmo sem um review já publicado por um dos meus colegas. Precisava experimentar o novo. E me dei bem.  Uma pequena casa, bem decorada, aconchegante e muito simpática. Mobília muito bonita e quem chega não quer sair.

Daikoku Sushi
Daikoku Sushi

Uma TV colocada atrás do balcão passa um show de boa música enquanto chega o cardápio. O sistema é à lá carte, como sempre em Porto Alegre, e muito bem composto. Pra facilitar os pedidos eles têm também o sistema de combos, que são com vários tamanhos pra atender todos os tipos de fome, com os sushis e sashimis mais básicos.

Combo com sushi, sashimi e nigirizushi
Combo com sushi, sashimi e nigirizushi

Comecei o jantar com um desses. Pedi o Combo 4, composto por 4 hossomakis de salmão, 4 uramakis filadélfia, 2 nigirizushi de salmão e 2 de kani, 2 nigiris de atum e 4 fatias de sashimi de salmão.

O peixe estava bem fresco, aliás essa é uma característica interessante de Porto Alegre. Raros os lugares onde não encontrei peixe fresco, o Daikoku não foi diferente. Bem fresco e bem cortado o salmão, pra quem acha que sashimi é só lasquear um peixe de qualquer jeito.

Hot filadélfia
Hot filadélfia

Também muito saborosos hot filadélfia, bem fritinho e pouco gorduroso. Temperado com uma cebolinha bem picada que dá sempre um toque todo especial ao hot sushi.

Harumaki / Rolinho primavera
Harumaki / Rolinho primavera

Na mesma linha seguem os harumaki, ou rolinhos primavera. São acompanhados com este molho a base de maionese que é uma delícia também.

Gunkan Maki Shake Negui com Shimeji
Gunkan Maki Shake Negui com Shimeji

Mas o que mais me chamou a atenção foi este gunkan maki. Um shake negui de cogumelos shimeji muito, mas muito saboroso. Sério, se tiverem a oportunidade comam este sushi. Ele com certeza está no meu roll de sushis favoritos, tamanha é a sua “gostosura”. Bolinho de arroz enrolado numa fatia de salmão e coberto com cebolinha e shimeji. Dispensa o shoyu, já que o shimeji já vem grelhado no molho de soja, temperado o suficiente pro sushi ficar no ponto certo.

Tempura de Sorvete com calda de frutas vermelhas
Tempura de Sorvete com calda de frutas vermelhas

Encerramos o jantar com uma sobremesa muito boa também: tempura de sorvete. Nunca havia imaginado comer sorvete frito. Grosso modo é uma bola de sorvete de creme envolta na farinha de tempura, frita e com uma calda de frutas vermelhas por cima.  Alias, a sobremesa é grande, suficiente pra duas pessoas. Nós pedimos uma pra cada um e tivemos que subir a Cristóvão em primeira marcha.

Pra quem não gosta de sushi o cardápio oferece ainda alguns pratos quentes da culinária oriental como o yakissoba, teppan yaki e arroz chop suey.

O atendimento é bom, fomos atendidos com muita gentileza e os pratos foram explicados sempre muito bem detalhadamente. Recebemos bem rápido a comida, toda ela feita na hora, sempre de forma bastante simpática.

O jantar custou cerca de R$60 por pessoa, bebidas e sobremesa inclusas.

Se você tá na Zona Norte de Porto Alegre e quer comer um sushi, dá um pulo lá!

Daikoku Sushi

  • Endereço: Av. Cristóvão Colombo, 3782. Higienópolis, Porto Alegre.
  • Telefone: (51) 3372-8070
  • Horário: de terça à domingo das 18h às 0h.
  • Estacionamento: sim (em frente, no Posto Ipiranga)
  • Aceita cartões: sim

Tonghai: rodízio de comida chinesa bom, bonito e barato

Porto Alegre estava uma delícia neste fim de semana. Isso porque cheguei na cidade no contra-fluxo do feriadão de 7 de setembro. Enquanto os portoalegrenses saíam em direção ao litoral gaúcho e catarinense para aproveitar os três dias de folga eu vinha pra cá encontrar os restaurantes vazios e o trânsito amigável.

No sábado, atendendo ao pedido da Sara e do Fane, casal de amigos muito querido e por quem eu nutro um carinho bastante especial, procuramos um rodízio de comida chinesa. Já havia frequentado um restaurante de comida chinesa que ofeceria um buffet livre mas não havia gostado, por isso o seu nome nem seu review foi publicado aqui. Agora acertamos em cheio: o Tonghai é bem gostoso e, indo contra as expectativas, barato.

Restaurante Tonghai
Restaurante Tonghai

Quem desce a Plínio Brasil Milano na altura do Higienópolis em direção ao Moinhos de Vento talvez nem veja uma pequena fachada com o luminoso da casa, discreta, e nem imagine que ali pratique-se uma verdadeira orgia de comida asiática. Aberto diariamente para almoço e jantar o restaurante Tonghai oferece buffet livre ao meio-dia e pratos à la carte no turno da noite, com o plus do rodízio livre por módicos R$29,90 que acontece todas sextas e sábados. Isso mesmo, por quase trinta reais você come muito bem e a vontade sem se preocupar com o que vai pedir. E foi esse que resolvemos experimentar antes de sair rolando pela Plínio abaixo de tanto comer.

Entrada: rolinhos primavera e camarões empanados
Entrada: rolinhos primavera e camarões empanados

O rodízio começa com guloseimas fritas de entrada. Nessa categoria, o rolinho primavera (harumaki) e o camarão empanado não poderia deixar de aparecer.

Tonkatsu: carne de porco empanada
Tonkatsu: carne de porco empanada

Em seguida duas iguarias que ainda não havia experimentado: o chow mein (macarrão frito no estilo chinês) e tonkatsu (tiras de carne de porco empanadas e fritas, tipo à milanesa). Embora não tenha conseguido fazê-lo, foram os únicos pratos que ao final da sequência disposta na mesa que eu tive vontade de repetir.

Yakimeshi e camarão ensopado
Yakimeshi e camarão ensopado

Outras figurinhas carimbadas da culinária oriental também aparecem neste rodízio como o arroz yakimeshi, o frango chop suey, yakissoba, camarão ensopado e as tradicionais tiras de filé bovino acebolado.

Sobremesa: banana caramelizada
Sobremesa: banana caramelizada

Pra finalizar a sequência, e ainda dentro do rodízio, a banana caramelizada de sobremesa fecha com chave de ouro uma das refeições mais completas, simples e saborosas que comi nos últimos tempos.

O atendimento é funcional, atende rapidamente os pedidos. Leve em consideração neste review sobre o atendimento que o restaurante estava quase vazio e pouco menos de 10% dos seus 100 lugares disponíveis estava ocupado.

O salão é bonito, bem decorado com elementos da cultura chinesa mas sem ser exagerado e carregado e tradicional escuro, pelo contrário; é limpo e claro, bem confortável e climatizado.

Recomendo uma visita!

Restaurante Tonghai

  • Endereço: Av. Plínio Brasil Milano, 336
  • Telefone: (51) 3342-2236
  • Delivery: sim
  • Horário: de segundas às sextas-feiras, das 11h30 às 14h e das 19h às 23h. Sábados e domingos das 11h30 às 15h e das 19 às 23h.
  • Aceita cartões: sim
  • Estacionamento: sim

Como fazer Rolinho Primavera em casa (Harumaki)

Creio que junto com o yakissoba, o rolinho primavera seja o prato da culinária chinesa mais consumido no Brasil. Isso porque além de muito saboroso é teoricamente simples de se preparar. Digo teoricamente porque a parte mais difícil, ou melhor, mais trabalhosa é a massa que apesar de ter uma receita simples (água, farinha de trigo e sal) tem no modo de preparo alguns segredos que assustam quem nunca fez, como a temperatura da água.

Rolinhos primavera ou harumaki
Rolinhos primavera ou harumaki

Eu optei para estrear esse prato usando uma massa pronta, vendido geralmente nas lojinhas de produtos orientais ou que tenham ingredientes para cozinha asiática. E se além de aprender a montar o rolinho, que já não é tarefa das mais simples, você não quiser ter trabalho extra recomendo fortemente a começar com massa pronta também. Mas se ainda assim você quiser aprender, veja um vídeo ensinando como fazer massa de harumaki.

Nesta receita eu tentei fazer o rolinho primavera mais comum, que é com cenoura, repolho e carne de porco.

Ingredientes

Carne suína, repolho e cenoura
Carne suína, repolho e cenoura
  • 8 folhas de massa de harumaki/rolinho primavera
  • 200g de filé ou lombo suíno
  • 2 cenouras
  • 200g de repolho
  • 50g de cebolinha chinesa (nirá) ou cebolinha normal, na falta da primeira
  • 1 colher de café de Óleo de gergelim
  • 1 colher de sopa de sakê (pode ser o culinário)
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • Sal
  • Óleo para fritura
E então, como fazer rolinho primavera?

Como fazer

Para fazer o harumaki, como os japoneses chamam esta iguaria, você rala ou pica a cenoura e o repolho num processador. Detalhe que nesta receita eu consegui detonar o processador que nem era meu, e acabei fazendo na faca, não reparem nas fotos. Piquei também, na faca, em tirinhas, a carne suína e a cebolinha.

Com um fio de azeite eu refogue a carne suína no sal. Frite bem, carne de porco precisa ser bem cozida. Reserve.

Agora refogue na manteiga a cenoura, o repolho e o nirá, com o óleo de gergelim e depois acrescentando o sakê. Os legumes precisam ficar semi-crocantes, nem duros nem molengas. No final, junte a carne de porco e está pronto o recheio.

Montando o rolinho primavera
Montando o rolinho primavera

A montagem do recheio na massa também é fácil, porém precisa fazer duas ou três vezes pra pegar o “jeito”. Não se desespere se der errado de primeira. Poderia explicar textualmente aqui como fazer, mas só um vídeo vai conseguir dar os detalhes precisos do processo. Assista:

httpv://www.youtube.com/watch?v=w3rYBnIklts

Recheada a massa, é só levar em óleo de soja bem quente e fritá-lo. A massa é fininha e apesar de ser consistente frita bem rápido. Tome cuidado pra não passar do ponto.

Rolinho Primavera
Rolinho Primavera

Você pode fazer outros recheios. Como você pode ver na foto dos ingredientes, eu preparei outros com carne de alcatra moída refogada com pimenta e cream cheese. Use sua criatividade para preparar os recheios de rolinho primavera que melhor lhe aprouver!

O rendimento dessa receita foi de 6 rolinhos.

Yukusue – rodízio de sushi barato e ruim

Gosto da cozinha japonesa. Ou o que os brasileiros dizem que é a cozinha japonesa. Ouço muitas críticas em relação a adaptação da comida oriental ao paladar brasileiro, as heresias que se comete e coisa e tal. Mas eu gosto desse modelo que trouxeram pra cá e, de certa forma, está atraindo bastantes paladares iguais ao meu. Não é a toa que eu tenho o badge Bento em level 4 no Foursquare. Isso quer dizer que eu frequento bastante os restaurantes desse ramo.

Ontem estive com alguns amigos numa casa aparentemente nova aqui em Florianópolis, que até então só existia em São Paulo: Yukusue.

O ambiente é bonito, aconchegante, tem uma vista incrível para o pôr-do-sol na praia do Bom Abrigo e o ambiente é bem climatizado. E só. Somente, só. Não fosse a presença dos amigos, a oportunidade de rever alguns que há muito não encontrava, diria que eu tive uma péssima experiência na noite de ontem.

Ambiente – 7

Confortável, climatizado, limpo, organizado, sem gritedo, com cadeiras e mesas confortáveis etc.

Atendimento – 3

Péssimo. Os garçons são rápidos pra tirar o pedido mas se esquecem de trazê-los ou a cozinha esquece de fazê-los e repassar, tive várias vezes que solicitar a MESMA bebida que não vinha, o que tornou a refeição um tanto quanto desgastante. Em dado momento cheguei a me dirigir até o balcão pra pegar a bebida da minha namorada que não vinha. Jurei não pagar os 10% mas estava com o saco tão cheio que iria acabar sendo grosseiro, paguei e saí o mais rápido possível do caixa.

Qualidade da comida – 2

O sushi não tem gosto de nada. Você não consegue diferenciar os sabores, se é de salmão, de atum, de cream cheese, nada. O sashimi é bem cortado e, assim como qualquer prato, é muito bonito e apresentável, mas também não tem gosto, não é saboroso. O que é estranho, pois se trata de peixe crú e mais nada. Os pratos quentes, quase todos fritos, são carregados de gordura, o que também tira o sabor da comida.

Ontem, especificamente, “faltou” atum.

O molho shoyu é de baixíssima qualidade, muito salgado.

Preço – 5

Eu poderia dar uma nota melhor porque R$35,90 para um rodízio livre não é caro, normalmente se cobra mais que uma onça pra se comer a vontade sem limites. Mas pelo que foi oferecido eu achei o preço bem duvidoso.

Média: 4,5

Eu sinceramente não recomendo o restaurante. Há opções bem melhores e com um pouco mais de investimento você come bem melhor e é melhor atendido.

Dados do restaurante

Yukusue Culinária Japonesa

  • Endereço: Rua Hermínio Millis, S/N – Praia do Bom Abrigo – Florianópolis
  • Telefone: (48) 3240-0358
  • Estacionamento: sim
  • Wifi: não
  • Cartões de débito e crédito: sim
  • Abre para almoço e jantar.
  • Site