Arquivo da tag: japonesa

Sushic: comida japonesa de altíssima qualidade em Coqueiros

Estou entusiasmado. Há tempos eu não tinha vontade de levantar da mesa de um restaurante e começar a aplaudir os responsáveis pela comida. Mas não é qualquer aplauso, é levantar-se da mesa, incorporar a Daiane dos Santos e dar um duplo twist carpado, fazer um solo do Poderoso Chefão na guitarra e com a Orquestra Filarmônica de Berlim executar um trecho de O Quebra Nozes, pra encerrar o espetáculo de congratulações aos cozinheiros envolvidos na minha refeição.

sushic-entrada

Sou tão hiperbólico que usei o “tão” pra adjetivar-me como exagerado, sendo que hiperbólico já diria o suficiente. Usei entusiasmado mesmo sabendo que a expressão grega define aquele que “está cheio de Deus”, mesmo não sendo religioso. Eu não sei o que é duplo twist carpado nem nunca ouvi nada da orquestra alemã. Fato é o que o que passo a relatar agora não tem definições corretas ou farão algum sentido pro intelecto, coisas do paladar dificilmente são discernidas no estado de espírito que experimentei na visita ao Sushic.

sushic-ambiente

A pequena grande casa de comida japonesa (grande pra uma casa, pequena para um restaurante, e isso não é uma crítica) localizada na Abel Capela superou todas as expectativas. E se é ruim quando você frustra uma, é transecendental quando você a supera. E se há uma eferverscência nas casas de sushi de Floripa, ao continente apenas sobrava os pequenos quinhões. Em Coqueiros, mesmo, faltava um sushi com boa qualidade. Ambiente limpo, bem iluminado e aconchegante ao mesmo tempo, foge do clichê de iluminação baixa e que dá sono nos seus comensais e não é abarrotado de elementos nipônicos e ideogramas que fazem pouco sentido ao idioma patrício.

O atendimento impressiona muito. Muito do verbo “pra caralho”. E enquanto a patrulha da gramática se prepara pra condenar todo um texto por uma licença poética, sei que isso não é verbo, e você não sabe o que é um bom atendimento se ainda não foi visitar a casa. A comida vinha de lote, bem rápida, as bebidas idem. Há vários garçons na casa, isso ajuda bastante no meu entusiasmo. Você olha pro lado e já tem um garçom esperando pra anotar o pedido, eles têm passo leve, assim como o Sargento Caldeira. Nem o General Neto convalescendo da Guerra do Paraguai era tão bem atendido.

E se o ambiente e o atendimento já são como descrevi, imagina a comida. A comida do Sushic é um afago pra alma, um carinho no paladar, um adjetivo não definido num sujeito nada oculto. A comida vem de lote. Funciona, além do cardápio normal à lá carte, também com rodízio. Ou festival, como prefira. Vale o sistema “all you can eat”, você pode comer qualquer coisa dentro do cardápio, tirando as sobremesas, no festival. Sushi, sashimi, temaki, nigiri, pratos quentes etc. Você tem uma comanda com os ítens disponíveis no cardápio e vai anotando as quantidades. Eles levam, os “samae san” fazem suas comida e vão te trazendo, quando então te dão uma nova comanda para novos pedidos adicionais.

Salmão Crispy: filadélfia com massa crocante
Salmão Crispy: filadélfia com massa crocante

Via de regra são os mesmos sushis que você encontra na concorrência. Mas além de um arroz mais bem preparado e temperado e um peixe muito mais saboroso e fresco, eles oferecem algumas variações, que fazem a diferença e acrescentam muito na experiência. Um exemplo disso é o Salmão Crispy, um sushi filadélfia, figurinha já carimbada por estas plagas, com uma massa crocante por cima.

Skin Sushic: Uramaki de pele de salmão grelhada, com uma fatia de salmão em volta, raspas de limão e molho de maracujá.
Skin Sushic: Uramaki de pele de salmão grelhada, com uma fatia de salmão em volta, raspas de limão e molho de maracujá.

Outra delícia é o Skin Sushic. que além de ser um uramaki recheado com pele de salmão grelhada, é coberto por uma fatia de salmão cru, raspas de limão e molho de maracujá. Não deixem de experimentar esse sushi ao visitar a casa.

Sashimi de salmão, atum e peixe branco
Sashimi de salmão, atum e peixe branco

O sashimi também é digno de ser mencionado. Cortes frescos de salmão, atum e peixe branco do dia muito bem preparados. O peixe foi muito bem escolhido, isso diferencia os meninos dos homens, os amadores dos profissionais. Engana-se que sashimi é qualquer tipo de peixe cortado.

Tataki: fatias de salmão e atum seladas
Tataki: fatias de salmão e atum seladas

Há também os especiais, como o tataki, que é um sashimi de salmão ou atum selado. Ele é grelhado por fora e cru por dentro, e temperado com molho de soja.

Temaki de salmão e cream cheese
Temaki de salmão e cream cheese

Gosta de Temaki? Tem também. Bem recheado e sem aquela miserinha de peixe em proporção ao volumétrico arroz. Esse é de salmão com cream cheese, o filadélfia dos cones.

Ebi furai: camarão empanado
Ebi furai: camarão empanado

Dos pratos quentes, faço questão de ressaltar o Ebi Furai, que é o camarão empanado. Simples como deve ser, mas muito saboroso e crocante na casquinha, com o camarão macio. Há também os harumakis, que são os rolinhos primavera, o missoshiru (sopa de soja com macarrão somen), tempurá de legumes e camarão, yakissoba, frango empanado e peixe grelhado. Importante pra quem não come sushi ou comida crua. Sad but true.

O preço deste rodízio varia com o dia. De segunda à quinta-feira o festival custa R$49,50 para os homens e R$40,50 para as mulheres. Sextas e sábados custa R$55 e R$45. Você pode visitar o site do Sushic e conferir algumas promoções sazonais.

Recomendo com todas as minhas forças uma visita à casa, na certeza de que o Sushic entrará para os TOP 5 sushis de Floripa na próxima edição, agora muito bem representando o continente, as vezes esquecido nas culinárias menos tradicionais. Não estou sozinho nesse pensamento, a Michele também já escreveu suas (ótimas) impressões sobre a casa.

Sushic Restaurante

  • Endereço: Rua Dr. Abel Capela, 337. Coqueiros, Florianópolis.
  • Telefone: (48) 3028-4576
  • Horário: de segunda à sábado, das 19h às 23h.
  • Aceita cartões: sim
  • Wifi: sim

Yukusue – rodízio de sushi barato e ruim

Gosto da cozinha japonesa. Ou o que os brasileiros dizem que é a cozinha japonesa. Ouço muitas críticas em relação a adaptação da comida oriental ao paladar brasileiro, as heresias que se comete e coisa e tal. Mas eu gosto desse modelo que trouxeram pra cá e, de certa forma, está atraindo bastantes paladares iguais ao meu. Não é a toa que eu tenho o badge Bento em level 4 no Foursquare. Isso quer dizer que eu frequento bastante os restaurantes desse ramo.

Ontem estive com alguns amigos numa casa aparentemente nova aqui em Florianópolis, que até então só existia em São Paulo: Yukusue.

O ambiente é bonito, aconchegante, tem uma vista incrível para o pôr-do-sol na praia do Bom Abrigo e o ambiente é bem climatizado. E só. Somente, só. Não fosse a presença dos amigos, a oportunidade de rever alguns que há muito não encontrava, diria que eu tive uma péssima experiência na noite de ontem.

Ambiente – 7

Confortável, climatizado, limpo, organizado, sem gritedo, com cadeiras e mesas confortáveis etc.

Atendimento – 3

Péssimo. Os garçons são rápidos pra tirar o pedido mas se esquecem de trazê-los ou a cozinha esquece de fazê-los e repassar, tive várias vezes que solicitar a MESMA bebida que não vinha, o que tornou a refeição um tanto quanto desgastante. Em dado momento cheguei a me dirigir até o balcão pra pegar a bebida da minha namorada que não vinha. Jurei não pagar os 10% mas estava com o saco tão cheio que iria acabar sendo grosseiro, paguei e saí o mais rápido possível do caixa.

Qualidade da comida – 2

O sushi não tem gosto de nada. Você não consegue diferenciar os sabores, se é de salmão, de atum, de cream cheese, nada. O sashimi é bem cortado e, assim como qualquer prato, é muito bonito e apresentável, mas também não tem gosto, não é saboroso. O que é estranho, pois se trata de peixe crú e mais nada. Os pratos quentes, quase todos fritos, são carregados de gordura, o que também tira o sabor da comida.

Ontem, especificamente, “faltou” atum.

O molho shoyu é de baixíssima qualidade, muito salgado.

Preço – 5

Eu poderia dar uma nota melhor porque R$35,90 para um rodízio livre não é caro, normalmente se cobra mais que uma onça pra se comer a vontade sem limites. Mas pelo que foi oferecido eu achei o preço bem duvidoso.

Média: 4,5

Eu sinceramente não recomendo o restaurante. Há opções bem melhores e com um pouco mais de investimento você come bem melhor e é melhor atendido.

Dados do restaurante

Yukusue Culinária Japonesa

  • Endereço: Rua Hermínio Millis, S/N – Praia do Bom Abrigo – Florianópolis
  • Telefone: (48) 3240-0358
  • Estacionamento: sim
  • Wifi: não
  • Cartões de débito e crédito: sim
  • Abre para almoço e jantar.
  • Site

TOP 5 Melhores Sushis de Florianópolis

Esta é a primeira edição, de 2011. Veja aqui a segunda edição do TOP 5 Melhores Sushis de Florianópolis.

Durante alguns meses comecei a experimentar os sushis de Florianópolis. Não sou nenhum especialista no assunto, sequer sei fazer sushi direito, mas quando quero comer algo mais leve e saudável tenho recorrido à culinária oriental. Visitei quase todos os cantos da ilha onde havia um sushi e fiz uma pequena lista dos meus 5 preferidos, ou o que considerei os 5 melhores lugares pra se comer sushi em Floripa. Vamos lá?

5 – Nikko Japanese Fusion

Nikko Japanese Fusion
Nikko Japanese Fusion

Visitei esse restaurante ontem, e me impressionei com o “modelo”. Sushi e churrascaria no mesmo local, porém em ambientes separados, assim como o atendimento é diferente nos dois espaços. Isso é importante. É provado que quem faz de tudo um pouco, não faz porcaria nenhuma bem ou com muita qualidade. Ele só está na quinta posição porque o atendimento não é lá grandes coisas. Os garçons ainda estão perdidos (ter recém aberto não justifica mas explica), os pedidos demoram um pouco a chegar e as bebidas não estão bem definidas no estoque.

A Amanda Bernardo diz em seu blog que teve vergonha de sacar a câmera da bolsa pra tirar umas fotos. Eu sei o que ela dizer, também ainda tenho vergonha de fazer isso. Mas no final deste post tem algumas fotos do local na galeria.

4 – Japex

É um sushi “fast-food”, uma pequena loja anexa à praça de alimentação do Beiramar Shopping mas tem um sushi muito bom. O atendimento é o normal de uma loja de praça, com direito a aquela filinha de espera pra comer e tudo o mais. Mas o sushi é bom, se você está com pressa, escolha um horário tranquilo e se joga.

3 – Osanai

Não é lá uma casa muito requintada, apesar de ter um lindíssimo ambiente e uma vista maravilhosa da praia de Coqueiros, os pratos não são decorados e o buffet é simples. Mas é bom e um dos maiores “limites” de sashimi no sistema de rodízio, o que é muito apreciado por este que vos escreve. Além disso o atendimento é muito bom fazendo o conjunto da obra ganhar muitos pontos, sem contar o acesso facilitado no continente, estacionamento na rua mas próximo etc.

2 – Nigiri

O Nigiri é uma relação de amor e ódio. Acho até que é um dos motivos de não estrelar no topo da lista. Isso porque a comida é boa, o atendimento impecável mas tem um sistema meio chato de pedido. Burocrático, eu diria. Quem me conhece sabe que eu odeio burocracia, e esse restaurante trabalha com um sistema de papeletas de várias cores – de acordo com o tipo de sushi/sashimi/nigiri/pratos quentes –  onde você vai solicitando as peças. E dê-lhe escrever durante a refeição.

1 – Miyoshi SC 401

Por quê o da SC 401 e não outra loja, como por exemplo a do continente? Primeiro porque fica em São José, e teremos uma edição especial dessa cidade em breve. E segundo porque o atendimento muda bastante. As pessoas com má vontade do Kobrasol dão lugar a um atendimento muito atencioso na loja da ilha. E a qualidade da comida também muda. O sushi do Miyoshi é, sem sombra de dúvida, ao meu gosto, o melhor de Floripa que já visitei. Bem diversificado, sempre “fresco”, pratos quentes muito bons também… só não tem o sistema de rodízio, mas compensa com o ambiente muito bonito e organizado, estacionamento próprio e com seguranças, local calmo e reservado da rodovia, carta de sobremesas baseadas no Haagen Dazs muito bem elaborada, etc. Merece a primeira colocação!

Aqui vai uma galeria de imagens que fiz nas visitas aos sushis supracitados.

Esta é a primeira edição, de 2011. Veja aqui a segunda edição do TOP 5 Melhores Sushis de Florianópolis.

Osanai Sushi e Sashimi – quantidade e preço bom

Recebi hoje o convite de dois amigos pra visitar um restaurante de comida oriental em Coqueiros, Florianópolis. A Via Gastronômica está cada vez mais democrática com as culinárias diversificadas e perdendo a cara de só ter comida açoriana. Sushi era o nosso alvo e então fomos até o Osanai Sushi e Sashimi, Luiza, José Vitor e eu.

Vamos lá?

Ambiente – 7

O espaço é legal, bem decorado, organizado, mesas confortáveis, climatizado, com TV de LCD exibindo uns clipes num som civilizado e tem vista para a praia do Meio, de Coqueiros. O ambiente tem dois andares. O segundo tem a vantagem de não ficar próximo a entrada e saída de pessoas, porém fica perto do Buffet.

Atendimento – 5

Creio que pode melhorar. Os garçons se esquecem dos pedidos com uma certa frequência (foi a terceira vez que estive lá, e pela terceira vez esqueceram algum pedido de bebida ou os sashimis). Erros acontecem, mas consecutivamente não dá, meus caros. Precisa melhorar um pouco nesse sentido.

Qualidade da comida – 8

Sushi
Sushi

Você pode optar por buffet livre (serve-se a vontade pagando um preço único ou por peso), no estilo self-service.

Não foram os melhores sushis que já comi, mas são muito bons. Creio que podem melhorar o Sashimi de salmão que é um tanto quanto gorduroso. Não sou especialista nesse prato, meu negócio é carne, mas achei o salmão muito gorduroso e sem gosto. Talvez pelo preço ser reduzido, colocam peças de qualidade inferior e nem tão frescas. Vai saber?

Sashimi
Sashimi

Há também opções de sushis fritos e doces, além de rolinhos primavera e de queijo no buffet quente. O shoyu é de boa qualidade, sashis satisfatórios e niguiris de boa qualidade.

Preço – 10

É um dos mais baratos de Florianópolis. Eu optei pelo Buffet Livre, pagando aproximadamente 42 reais para comer a vontade. Além disso, você recebe um cartão de fidelidade que te dá alguns descontos no retorno. Caso eu deseje voltar lá, se for numa segunda-feira, por exemplo, pago algo próximo a R$25. Ao passar da semana, o desconto regride, mas também é interessante.

Observações:

  • Não existe estacionamento próprio, manobrista ou cuidador de carros. Você pode estacionar na rua ao lado (esquina), nos dois sentidos, numa rua de subida.
  • Tem wi-fi. (senha: sushi – oh really?)
  • Aceita débito/crédito nas tarjetas mais comuns.
  • No almoço, servem apenas buffet por quilo ou almoço executivo.

Nota média: 7.5

Dados do Restaurante

  • Endereço: Rua Desembargador Pedro Silva, s/n. Bairro Coqueiros, Florianópolis/SC.
  • Telefone: (48) 3024-5080 (reservas)
  • Atendimento: De segunda a sexta, das 11h30 às 14h30 e das 19h às 23h. Sábado, das 19h às 23h.
  • Site: www.osanai.com.br

Vale a visita!