Arquivo da tag: nozes

Café Cenário: Curitibanos tem um café para chamar de seu

Gostei de Curitibanos. Não sei se porque estava em uma cidade onde o calor era absurdamente constrangedor e fui recebido em Curitibanos com uma temperatura civilizatória de 18 graus; se pela gente hospitaleira e gentil; pelas ruas largas e pouco movimentadas que te dão a impressão de conforto e calmaria; ou se pela gastronomia que, apesar de poucas opções acompanhando a densidade demográfica da cidade, dá um banho em muito estabelecimento da famigerada capital do estado.

cafe-cenario-entrada

Já havia almoçado em um lugar perfeito, o Monte Castelo, e agora me enrubesço de vergonha por não ter produzido material para um review. O salão do Restaurante Monte Castelo ocupa o que antigamente era o prédio do primeiro cinema da cidade e têm na cozinha uma verdadeira obra de arte.

cafe-cenario-torta-cenario

Em seguida fomos ao Café Cenário, um belíssimo café que abriu na cidade tem pouco tempo. O espaço deles é incrível, chega a ser difícil escolher onde você vai se sentar caso chegue por lá na hora da abertura da casa e com todas as mesas disponíveis. Há o primeiro ambiente, o interno, onde você pode tomar normalmente o seu café e deliciar-se com as gostosuras expostas no balcão.

cafe-cenario-ambiente-externo

Caso queira, há também uma parte externa, porém coberta, que aproveita a luz do dia e dá uma alegria a mais à sua refeição. Este conta com uma decoração diferenciada, também lindíssima, e com televisores, digno de um bom happy hour.

cafe-cenario-buffet

O terceiro, e não menos importante, é para quem não quer somente tomar um cafezinho e tomar uma torta, ou um salgado. Este é para quem vai lá comer uma das refeições que mais me emocionam na gastronomia, legado dos italianos e alemães que aportaram por estas bandas: o café colonial. É basicamente um buffet de tortas, doces e salgados, e que na foto não aparece completo visto que ainda estavam montando quando chegamos. A dona da casa topou em abrir 15 minutos antes pra gente, já que conheciam o Ricardo e a Vanessa, e estávamos na cidade com tempo contado para voltarmos.

cafe-cenario-parquinho

Nos fundos do terreno há um bom espaço ao ar livre com uma araucária enorme fazendo uma sobra confortável para os dias mais quentes, bem ornamentada com plantas e vegetação nativa.

cafe-cenario-brinquedoteca

Balanço e parquinho para as crianças, e ainda por cima uma brinquedoteca para deixar os pimpolhos ocupados enquanto você degusta o seu café.

cafe-cenario-cardapio

O cardápio conta com um grande elenco de cafés. Do simples espresso até cafés preparados com bebidas alcoólicas, como o Café L’aquila. Há salgados, doces dos mais variados feitos no dia, cupcakes, muffins enfim… até porções, cervejas, vinhos e espumantes para outras ocasiões.

cafe-cenario-quiche

Eu escolhi experimentar o Café L’aquila, que consiste basicamente num espresso, leite cremoso e uma dose de Amarula. Não sei de quem foi a idéia de juntar café com Amarula, mas este alguém está de parabéns! Que delícia!

Experimentei também a torta cenário. Essa é a torta da casa, bem fofinha e saborosa, feita com damascos e nozes.

Como estava saindo do almoço não tive condições estomacais de experimentar café colonial, estava ali para o café e a sobremesa que dispensei no Monte Castelo. Mas tive que pedir um salgado, que comi mais com os olhos do que com a barriga, para ter um feedback também da cozinha. Pedi uma quiche de brócolis. Outra iguaria muito bem preparada e saborosa, mostrando que a cozinha é bem versátil. Não tem grandes extravagâncias, mas consegue preparar muito bem doces e salgados dos mais diversos tipos, sem prevalecer ou relegar um ao outro.

cafe-cenario-torta-alema

Também experimentei a Torta Alemã, o meu doce favorito. E eu só conseguia pensar em quando poderia voltar a este templo mais uma vez e experimentar o restante das coisas que servem por ali.

cafe-cenario-capuccino

Este é o Capuccino do Cenário. Café puro, uma dose de chocolate quente, leite vaporizado e canela. Simples e perfeito.

O preço também é muito honesto. A toda esta comida e bebida não foram dispensados mais que R$30. Em alguns cafés aqui em Florianópolis, com a decoração e o amplo espaço que o Cenário oferece, nada menos que um cartão do BNDES seria necessário para o pagamento da conta.

Se você for de Curitibanos ou está de passagem pela cidade, como era o meu caso, visite-o! É incrivelmente saboroso estar lá.

Café Cenário

  • Endereço: Av. Vidal Ramos, 224. Curitibanos, SC.
  • Telefone: (49) 3241-4174
  • Aceita cartões: sim
  • Wifi: sim

Cantina Di Bernardi, la migliore pizza che ho mangiato

Se você me acampanha no Twitter ou aqui mesmo no blog sabe que eu pouco como pizza. Nada tenho contra ela, pelo contrário, só que como dizem lá em Biguaçú “a gente vai ficando velho, perdendo a força e ganhando em cismas”. E eu ando cismado com as pizzas que venho comendo. Uma massa ruim, bordada com um molho ácido demais e queijo vagabundo é o que mais se vê nestas cercanias. Não é a toa que pouco se vê falar aqui desta iguaria. Se eu não gostei, que sentido faz publicar um review sobre?

Mas já entro numa rage com a pizza e nem abro o novo ano com o devido carinho. Como passagem de réveillon? Comeram bem? Beberam bem? Se divertiram? Tudo nos conformes? Um feliz ano novo pra vocês, que em 2013 vocês continuem sendo felizes e, principalmente, bem alimentados!

cantina-di-bernardi-entrada

Pra não dizer que nunca falei das flores do manjericão abro esta nova temporada falando da pizza. Isso porque ontem estive com meus convivas na Cantina Di Bernardi, um restaurante típico italiano localizado no coração da cidade de Florianópolis, e que muito me agradou. Não só pela comida, o que em tese poderia ser suficiente, mas pelo conjunto da obra. Vamos lá: uma casa bonita, com decoração “das antigas” — odeio a palavra retrô, desculpem — e um atendimento de primeiríssima qualidade. Coisa boa você passar algumas horas degustando uma boa refeição sem ficar com a bunda quadrada, né? Ninguém fala disso, mas eu falo: amiguinhos proprietários de restaurantes, mesas e cadeiras fazem parte do serviço, obrigado por prezar pelo meu conforto!

Provoleta
Provoleta

Abrimos os trabalhos com uma entrada muito comum nos países do garrão da América Latina, a provoleta. Ele é o queijo-coalho dos uruguaios, só que bem mais gostoso. Um queijo provolone assado e bem temperado (bem temperado não é sinônimo de muito temperado, #fikdik) e com alho frito por cima. BAH! diriam os gaúchos.

Pizza à moda Vitor Gomes
Pizza à moda Vitor Gomes

Para a pizza, de 8 fatias, escolhemos dois sabores: à moda Vitor Gomes, uma pizza de queijo roquefort, rúcula, presunto parma e figos turcos idealizada pelo chef florianopilitano; e a Parma Especial, composta de mussarela de búfala, presunto parma, nozes caramelizadas e manjericão. Confesso que tive a sensação de comer uma pizza que nunca havia comido. Sou café-com-leite nesse assunto, talvez ainda existam outras melhores na cidade, mas duvido bastante que alguma se sobressaia de forma tão marcante quanto as que provei ontem.

Banana assada com sorvete de canela
Banana assada com sorvete de canela

De sobremesa segui a sugestão dos convivas: banana assada com sorvete de canela. Já havia experimentado algo parecido, uma banana assada em rodelas com sorvete de creme e canela por cima, mas essa deu um banho. Assada na própria casca (o que faz toda a diferença) com o sorvete já sabor canela. Experimentem, eu assino embaixo.

cantina-di-bernardi-cozinha-forno-lenha

Dizer que a casa é tradicional e o forno não ser a lenha não dá, né? Além disso a cozinha é separada do restante do restaurante por uma vidraça e você pode acompanhar o trabalho do pizzaiolo.

Uma outra característica que achei interessante é o azeite. Além da versão extra-virgem do azeite de oliva, a Cantina Di Bernardi oferece um azeite aromatizado com alho e alecrim, que agrega um sabor e aroma que fazem toda a diferença na hora de comer.

A casa ainda oferece um amplo cardápio de entradas, saladas, massas, filés, frutos do mar e pratos especiais como a paleta de cordeiro que deve ser encomendada com antecedência, e já ouvi falar muito bem.

O atendimento é muito bom, sempre rápido e atencioso. Recebemos os pedidos corretos, sem qualquer problema e com bastante gentileza.

Fica a dica: se você quer abrir 2013 com uma pizza de verdade, a Cantina Di Bernardi é uma boa pedida.

Cantina Di Bernardi

  • Endereço: Jardim Olívio Amorim, 10. Centro. Florianópolis.
  • Horário: diariamente das 18h à 1h.
  • Telefone: (48) 3223-2321
  • Aceita cartões: sim
  • Wifi: sim