Arquivo da tag: ostras

Careca Petiscos: zeramos São Miguel

“Você entra na marginal da BR-101 onde começa o Balneário de São Miguel, tropeça na primeira pedra após a Casa do Peixe e chegou no lugar”.

careca-petiscos-vista

Foi mais ou menos assim que conheci o Careca Petiscos, um pequeno restaurante/bar na beira da única praia quase balneável de Biguaçu após receber indicação de que ali serviria boa comida. Isso porque a pequena casa no estilo residencial que abriga o restaurante tem pouca identificação de que ali serve-se comida, há uma pequena inscrição no portão na lateral oposta um aviso de buffet de sorvetes, e é somente entrando no lugar que vemos algumas mesas, e já saindo da casa pelos fundos temos um deck de madeira e, claro, como não poderia deixar de sê-lo, a própria areia da praia.

careca-petiscos-ambiente

Tudo é muito rústico, desde as mesas, cadeiras até os pratos. É fácil ver uma cadeira “pichada” com corretivo (liquid paper), sabendo que aquilo já pertenceu algumas vez alguma escola, ou mesmo um prato com o logotipo da Pizzaria Vó Luzia, falecida líder no ramo no Kobrasol.

Comecei pedindo bebidas e petiscos. Pedi uma 1/2 dúzia de ostras gratinadas e a mesma quantidade ao vinagrete. Substituímos por mariscos ao sermos informados que não teríamos ostras in natura. Ponto positivo: não tem produto fresco, não vende. Gosto de restaurantes que vendem apenas o que acreditam ser bom.

careca-petiscos-ostras-gratinadas

As ostras não estavam em sua melhor forma, muito magras e perdidas num mar de molho branco sem muito sabor. Apresentação bonita mas o tempero e os ingredientes deixaram um pouco a desejar (punição pra quem, como eu naquele dia, acha que ostra precisa de alguma cobertura. Ostra boa é ostra crua).

careca-petiscos-mariscos

Já os mariscos estavam saborosos, embora a cara deles não pareçam lá essas coisas na foto, mas o vinagrete da casa é delicioso, assim como os moluscos. Prova de que quem vê cara não vê coração.

careca-petiscos-camarao-milanesa

Depois veio o prato principal, que optamos por Camarão à Milanesa. Uma robusta porção do crustáceo mais desejado e supervalorizado por estas bandas, fritos na hora e com a farinha que foi empanado bastante temperada. Isso conta bastante: camarão é uma coisa que por si só não tem muito sabor característico, dependendo da espécie usada. É no feitio que você conhece o cozinheiro e eles estavam deliciosos. Ainda vieram molho de maionese e rosê pra acompanhar e dar aquela caprichada no gosto.

careca-petiscos-pirao-peixe

Este camarão é comumente guarnecido de arroz branco, pirão de peixe e salada. Tudo bem saboroso, caseiro, com tempero simples e gostoso, mas destaque mesmo é para o pirão de peixe. Talvez o mais próximo ao tradicional comida em casa que eu tenha experimentado até agora, feito sem tomate ou coloral pra dar cor, com caldo de peixe puro e o tom esverdeado se dá pela quantidade industrial de cheiro-verde. Uma delícia, de ficar repetindo até acabar e pedir outro.

No mais, dois pontos negativos: 1) a demora em que foi servida a comida. O restaurante estava vazio e mesmo assim esperamos mais de 1h para comer e 2) o preço. Comida simples e lugar simples, mesmo que muito saborosos e aconchegantes, pedem preço simples. Nada que justificasse os R$150 pagos pelo almoço que serviu duas pessoas.

Se por um lado a conta foi salgada, pelo outro os 10% cobrados foram mais que justos: o garoto que nos atendeu, Fernando, é um mestre em simpatia e gentileza. Já vi caras formados e pós-graduados nessa difícil tarefa de servir pessoas famintas não terem 10% da gentileza deste rapaz. A grande Florianópolis precisa de caras assim.

No fim, fica a recomendação da visita, se você estiver disposto a pagar o preço um pouquinho mais salgado que o normal. A vista, com certeza, é deslumbrante e ajuda na conta.

E, se não toparmos por nenhuma outro restaurante escondido, zeramos São Miguel. É a primeira Via gastronômica que podemos dizer que já visitamos TODAS as casas.

Careca Petiscos

  • Brigadeiro Eduardo Gomes, 2254. Balneário de São Miguel, Biguaçu/SC.
  • (48) 8428-3410
  • Estacionamento
  • Aceita cartões

Almoço executivo e ostras no Centro Gastronômico Rita Maria

Fui conhecer o Centro Gastronômico Rita Maria esta semana. Como o nome enseja, não é um restaurante, um bistrô, um café ou um espaço gourmet. Demorou a acontecer mas quando finalmente a ficha caiu entendi a idéia do chef Narbal Corrêa: você pode comer tudo ali. Se há alguns dias atrás escrevi sobre um restaurante que servia churrasco 24 horas em Curitiba, agora enalteço este espaço que aberto fica das 9h da manhã até as 0h. Você pode tomar o seu café da manhã ou da tarde, pode almoçar e até jantar lá.

rita-maria-frente

Eu estive na hora do almoço e já na entrada vi as opções do Menu Executivo. Frango, bife; risoto para os vegetarianos e salada de entrada.

rita-maria-menu-executivo

Ainda nem havia escolhido e já recebi a salada na mesa, com um copo de suco de abacaxi bem geladinho. Gostaria que mais restaurantes fizessem isso. O cliente pode chegar morto de fome (ou se for sempre um morto de fome, meu caso) no seu restaurante que, mais das vezes, pode demorar um pouquinho pra preparar o seu almoço. É simpático recebê-lo já com algo que quebre o gelo e o buraco negro no estômago.

rita-maria-salada-suco-abacaxi

Como um outro grande grupo havia pedido o bife grelhado, restaram frango e risoto vegetariano. E, me conhecendo o leitor, se eu disser que pedi um prato vegetariano justo na hora do almoço, causarei estranheza. Mas é que decidi além do menu executivo experimentar um prato feito próprio chef Narbal, que geralmente comanda as panelas no jantar onde serve à lá carte. Pedi o Ceviche de Ostras. Ir até o restaurante de um dos maiores conhecedores de frutos do mar da cidade e não quer sequer algo proveniente das nossas águas é uma ofensa, pensei comigo.

rita-maria-ceviche-ostras

E ele veio.

Saboroso, picante, bastante aromático, com caviar de tapioca e ovas. Ostras gordas, frescas, especiais. Esqueci por um momento que fugia do menu executivo e me deleitava com essa delícia que tão cedo não vai sair da memória.

Mas a realidade me esperava com a voracidade de um carnívoro para comer o meu prato que era um Risoto de Brócolis com Alcaparras. Não deixou a desejar também. É claro que depois de comer àquelas nostras poucas coisas fazem frente e merecem comparação, mas ainda assim aproveitei bastante o risoto.

rita-maria-risoto-vegetariano-brocolis-alcaparras

Bem temperado, bem servido e bem apresentado. Boa opção pra quem não come carne, quer comer bem e pagar pouco na hora do almoço no Centro de Floripa. A falta (ou a diminuição, talvez) da manteiga deixa ele um pouquinho mais seco, diferente daquele risoto cremoso e brilhoso dos italianos. Mas ainda assim muito saboroso.

O menu executivo custou R$16. Isso mesmo, você não leu errado: salada, risoto e suco por apenas 16 unidades de real. Já o ceviche custou R$18 e a conta fechou em trinta e sete cruzeiros.

rita-maria-ambiente

Ainda voltarei à noite para experimentar o restante do cardápio ou um menu degustação do Chef Narbal. Recomendo bastante a visita.

Centro Gastronômico Rita Maria

  • Rua Henrique Valgas, 318. Centro, Florianópolis.
  • 48 4009-2442
  • Estacionamento
  • Aceita cartões

O dia em que encontrei o Ponto G

Feliz do cliente que ao chegar num restaurante fizer um amigo. Feliz do cara que ao sentar-se numa mesa posta receber mais que boa comida, e receber bom humor e afeto. Bem-aventurado o ser humano que ao degustar um bom prato encontrar o Ponto G.

O nome Ponto G é uma brincadeira do chef Vitor Gomes que tenta expressar nele o prazer de uma boa refeição com amigos. Mais que simplesmente comer, uma refeição comandada por este manezinho de nascença e de espírito brincalhão e acolhedor é atingir o orgasmo gastroemocional.

Chef Vitor Gomes esbanjando bom humor
Chef Vitor Gomes esbanjando bom humor

Faltam-me as palavras e o léxico já não mais me basta pra descrever o que presenciei no fatídico domingo derradeiro de dezembro. Sei, porém, de duas relevantes coisas: 1) não vou conseguir expressar todo o prazer que senti neste dia somente com palavras e imagens e 2) as expectativas da analogia com o nome do chef, a gastronomia e o tão polêmico ponto g foram totalmente correspondidas.

O Ponto G Gastronomia não fica na casa do chef, ele É a casa do chef. Numa belíssima construção nos altos do bairro de Santo Antônio de Lisboa, com vista para a praia de Jurerê Internacional, a Ilha do Francês e a reserva de Carijós, Vitor mora há dez anos numa das mais bonitas paisagens de Florianópolis.

Com uma decoração deslumbrante, tendo elementos e objetos pessoais que dão um tom totalmente aconchegante, móveis bonitos e estofados que te abraçam o tempo todo, sem esquecer da boa música que é tocada ao vivo de forma bastante harmoniosa, a casa proporciona prazer intenso do começo ao fim da estadia.

Se a gastronomia ele aperfeiçoou na França e a experiência com cozinha ganhou trabalhando nos fogões de Jacques Le Divellec e Alex Atala, o bom humor e a hospitalidade que o faz sentar na mesa com os clientes e bater um papo descontraído e bem humorado certamente vem do seu DNA florianopolitano.

E é da cozinha terroir manezinha que ele busca muitos elementos pra compor os seus jantares e almoços, sejam eles abertos ao público ou eventos que organiza no seu espaço. À convite da Roberta, responsável pela área comercial do Ponto G, estive no último domingo provando estas delícias. No buffet de antepastos que ele estava terminando de montar quando cheguei, você já nota a cara da capital dos catarinenses e das riquezas que o campo e o litoral oferecem.

Ostras frescas e carpacio de polvo
Ostras frescas e carpacio de polvo

Experimentei e aprovei as ostras frescas, pingadas com limão siliciano pra cortar o veneno, como diz o mané, e também o carpacio de polvo. A mesa também contava com quiches. pasta de atum, seleção de queijos, saladas e pães frescos.

Moqueca de Jacaré e seus legumes, arroz basmati e leite de coco
Moqueca de Jacaré e seus legumes, arroz basmati e leite de coco

Como prato principal escolhi a Moqueca de Jacaré e seus legumes, arroz basmati e leite de coco. Foi a primeira vez que comi jacaré, nunca havia nem tido a curiosidade de conhecê-la, e me surpreendi positivamente. Uma carne macia, tem a textura que lembra a galinha caipira ou a carne suína, e sabor totalmente único.

Frandilha grelhada com Crosta de Ervas, legumes e mousseline de cenoura
Frandilha grelhada com Crosta de Ervas, legumes e mousseline de cenoura

A outra opção era Fraldinha grelhada com Crosta de Ervas, Legumes e Mousseline de Cenoura. Tive a oportunidade de experimentá-la e estava igualmente deliciosa. Veio no ponto, bem temperada e muito saborosa.

Tartelette de ameixa com frutas frescas
Tartelette de ameixa com frutas frescas

Na sobremesa eu já tinha achado o ponto g fazia tempo. Mas gozei mesmo quando a refeição foi completa com uma deliciosa Tartelette de Ameixa com Frutas Frescas. Uma tortinha muito convidativa e de igual forma preparada, com pedaços de frutas frescas em volta, como morango e a própria ameixa, e uma generosa calda de frutas vermelhas.

Café fresquinho
Café fresquinho

O cafezinho veio na hora certa. Um espresso no estilo italiano feito na hora.

O atendimento foi impecável. Durante todo o serviço o pessoal do salão repunha a água nos copos, ofereciam e providenciavam bebidas e nos deixavam muito a vontade. Além, é claro, dos papos com o Vitor que sempre muito atencioso e preocupado checava se tudo estava nos conformes, mesa por mesa. Foram 3 horas de prazer intenso.

Este foi o último almoço de domingo realizado no Ponto G em 2012, e custou R$90 por pessoa, com bebidas não-alcóolicas inclusas. Para o verão 12/13 vêm novidades, mas só aguardando para saber. Esta sequência volta no inverno do ano que vem, mas a casa continua funcionando de quartas aos sábados durante a noite quando é oferecido o Menu Confiance.

Em tempo, os meus mais sinceros agradecimentos à Roberta e ao Vitor Gomes pelo carinho e hospitalidade, e pela inesquecível experiência que eu tive ao encontrar o Ponto G.

Quer encontrar o Ponto G também?

Ponto G Gastronomia

  • Endereço: Rua Padre Rohr, 1717. Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis.
  • Telefone para reservas: (48) 8827-1911
  • Aceita cartões: sim
  • Estacionamento: sim