Arquivo da tag: pasta

Baggio Pizzaria e Focacceria: novos sabores em São José

Existem vários tipos de restaurantes. Um deles é o “clássico”. Clássicos você pode até não gostar, mas precisa conhecer entre uma visita e outra a uma cidade. Por exemplo, quando seu amigo forasteiro vem pra Floripa você quer que ele conheça o BOX 32 do Mercado Público, o Vadinho no Pântano do Sul, o Ostradamus no Ribeirão e tantos outros restaurantes que levam a marca da cidade mundo afora.

baggio-ambiente

Em Curitiba um dos clássicos é o Baggio Pizzaria e Focacceria. Desde 99 o Baggio oferece suas pizzas na capital dos paranaenses, começou na charmosa Água Verde e difundiu-se em filiais nos bairros vizinhos. Santa Catarina também já conhece a pizzaria e focacceria, Brusque, Blumenau, Joinville e Balneário Camboriú já têm sua filial. Agora é a vez de São José, representando toda a região da Grande Florianópolis, ter a sua unidade.

Fiz uma visita ao restaurante no último sábado e confesso que me preocupei, com tanta filial será que dariam conta de manter a mesma qualidade oferecida na sua matriz?

A resposta foi um sim bem grande.

Desde a chegada à casa até a hora de ir embora, o atendimento foi espetacular. Não houve sequer uma consideração a fazer quanto a gentileza dos garçons, o entrosamento da equipe de atendimento com a cozinha ou com o bar, nenhuma resposta ficou pela metade, tudo explicado, resolvido e atendido da maneira mais excelente possível. É ou não é algo raro de se ver por aqui?

E por falar na casa, que lugar bonito! As mesas não fogem do clichê de cantina italiana, toalhas bem coloridas em verde e vermelho, iluminação baixa, lugares aconchegantes…

A comida também é muito boa. Dá gosto de morder a pizza da Baggio e não ser aquela pizza alta, molenga, cheia de queijo de qualidade duvidosa e que só é grande e mais nada. Não que a pizza da Baggio seja pequena. A “pizza média”, por exemplo, alimenta duas pessoas muito bem.

baggio-cardapio

O cardápio da Baggio é dividido entre pizzas (tradicionais e especiais), focaccias (algo ainda novo por aqui), lasanhas, umas opções de saladas e sobremesas. Além, é claro, de bebidas e uma carta de vinhos bem completa.

baggio-pizza-calabresa-siciliana

A pizza que experimentamos foi meia Calabresa com cebola e meia Siciliana. A cebola roxa, os tomates picados, manjericão, tudo bem fresco e encantou antes no olfato que no paladar. É notável que os ingredientes são de boa qualidade, que apesar de provavelmente ter um pré-prepado, tudo é feito no dia. Massa fina, crocante, saborosa. A pizza é excelente!

baggio-focaccia-mussarella-bufala-parma-presumo

Mas o meu prato principal foi a Focaccia. É difícil comer qualquer focaccia e não ter em mente aquela massa recheada com muito queijo stracchino do Zena Caffé, do Bertolazzi, mas essa não ficou pra trás. Poderia ter um pouco mais de queijo, poderia sim. Mas mesmo assim muito saborosa a mussarella de búfala e o presunto de parma também de ótima procedência.

baggio-cerveja-weiss-trigo

Havia pedido um chope Heineken quando vi na mesa um folder sobre a cerveja da casa, feita numa cervejaria artesanal de Curitiba, cuja receita é da própria Baggio. Eles têm a Pale Ale e a Weiss. Escolhi a cerveja de trigo. Ela é “leve, equilibrada e extremamente saborosa“. Uso aspas porque endosso o que diz no rótulo. É ótima mesmo.

Parabéns, Baggio! Poucas pizzarias na minha cidade eu gostaria de voltar mais vezes pra experimentar novos sabores. A de vocês já está na minha lista de preferidas. Vida longa!

A experiência custou cerca de R$35 por pessoa (estávamos em quatro), sem calcular os 10% que são opcionais mas que sem dúvida alguma pagamos com prazer pelo excelente atendimento recebido.

Baggio Pizzaria e Focacceria

  • Av. Salvador di Bernardi, 476. Campinas, São José/SC
  • (48) 3244-8484
  • Aceita cartões

10 lugares para jantar no Dia dos Namorados em Floripa

dia-dos-namorados-comideria

Este post atende a pedidos. Nós não costumamos fazer posts para datas especiais mas como não atender as solicitações dos nossos queridos leitores, se são eles quem nos incentivam a cada dia mais continuar visitando e escrevendo sobre os restaurantes neste mundão velho de meu Deus?

Neste post faço uma compilação dos restaurantes que conheço, fiz review aqui no Comideria e acho que seriam ótimas pedidas para passar a noite junto do seu amor. Ao escolher, é recomendável que você ligue para o restaurante e faça uma reserva.  O telefone está no rodapé de cada post indicado, basta clicar no link do nome do restaurante.

Peña del Sur

Começo pelo que visitei mais recentemente. Peña del Sur é uma charmosa e aconchegante parrillaria localizada numa rota que por si só já é bastante romântica, a de Santo Antônio de Lisboa. Logo na chegada a casa no estilo rústico atende a todos que chegam da melhor maneira possível: boa música, excelente atendimento e a comida, se você ler o review, nem preciso dizer o quão saborosa é.

Spice Garden

Spice Garden encanta já na entrada. É um lugar muito bonito às margens da SC-401, com um ambiente muito aconchegante e a decoração de encantar os olhos. Os olhos a comida também encanta, e o paladar agraciado pelas especiarias que a culinária indiana oferece é o ponto forte da casa. Mas não se preocupe: se o seu amor não gosta de comida apimentada, é possível pedir o grau menor de picância em qualquer um dos pratos! Não tem motivo pra não degustar uma gastronomia diferente no Dia dos Namorados!

Recanto dos Açores

Ah, você quer frutos do mar? Não tem problema. O Chef Nivaldo serve no Recanto dos Açores peixes e outros frutos do mar que ele mesmo pesca e prepara. A comida lá é a mais fresca e saborosa possível, tamanho o cuidado na obtenção de matéria prima da casa. Seja um menu degustação ou um prato aleatório do cardápio é uma boa pedida para uma noite romântica.

May

Uma outra cozinha exótica e com um ambiente muito romântico, também no Caminho dos Açores, é o May. É dos mesmos proprietários da cupcakeria Fairyland (preciso dizer mais alguma coisa?). O ambiente requintado, atendimento de primeiríssima qualidade e comida que não deixa desejar para uma viagem ao sudeste asiático aliam-se ao cenário mais encantador da Ilha da Magia, na minha humilde opinião, com um mar lindo e inspirador como vista.

Pizzeria Milano

Que tal uma pizza? Na Pizzeria Milano, considerada uma das melhores da cidade pelo jeito italiano de se fazer esta iguaria, está localizada na Bocaiúva e tem uma excelente carta de vinhos para acompanhar suas saborosas pizzas. Tem até pizza doce feita com Nutella de verdade pra sobremesa dos pombinhos!

Cantina Sangiovese

Mais uma sugestão de massas: Cantina Sangiovese. Não é a toa que muitos florianopolitanos escolhem este lugar para celebrarem seu enlace matrimonial. Aliás. não quero dizer nada nem ser responsável pelo futuro de vocês, mas se este restaurante com um jardim lindo, um ambiente interno muito aconchegante e bonito, com cardápio sofisticadíssimo e a melhor carta de vinhos de Santa Catarina eleita pela revista Veja por anos consecutivos não for um convite a um pedido seguido de um grande “sim”, eu não sei qual será!

Risotteria Suprema

Quer italiano mas prefere um risotto? Ok, vamos lá. O Chef Jordan Franzen manda muito bem nos risottos da Risotteria Suprema. Além de um ambiente gostoso pra se passar bons momentos com seu amor, um bar incrível na entrada da casa já convida pra um drink que abrirá o apetite do casal ao saborear um bom prato italiano! Também tem uma excelente carta de vinhos e preços bastantes interessantes.

Bistrô D’Acampora

Com uma cozinha contemporânea que ao mesmo tempo é simples, saborosa e sofisticada temos o Bistrô D’acampora. Este dispensa comentários, é o cartão de visitas da cidade quando o assunto é alta gastronomia. O Mestre Betinho (eu acho que ele subiu o grau de chef faz tempo e eu não quis apelar para “Don”) comanda tudo na sua casa dos sonhos. É impossível não andar pelos “cômodos” do restaurante sem se apaixonar e querer passar ali o restante da sua vida. Isso mesmo, cômodos, o Bistrô não tem ambientes. Você vai se sentir em casa e, visitando, verá que não estou destilando nenhum clichê. Aproveite e traga com seu amor o Prato da Boa Lembrança pra casa!

Jun Temakeria

Achou que eu ia deixar de elencar um sushi, não é mesmo? Sushi é o novo sinônimo de sair a dois, o que antes era garantido apenas pelos bistrôs e cantinas. Sushi é contemporâneo, saboroso, light, dinâmico… a Jun Temakeria é um ambiente mais informal mas mesmo assim um ótimo lugar pra passar a noite do dia 12 com quem você gosta.

Bistrô Santa Marta

Encerra esta minha lista com 10 indicações de lugares para levar seu amor para jantar no dia dos namorados um perfeito lugar para o 12 de junho. Até porque a simpática e querida Lagoa da Conceição não poderia ficar de fora. O Polvo da Magia é um excelente prato pra este dia e só o Santa Marta consegue fazê-lo com perfeição. O ambiente também é aconchegante e os vinhos acompanham a qualidade da comida.

Espero que tenham gostado e, reitero: façam suas reservas pra ninguém ficar sem mesa no dia dos namorados em Floripa!

Kitchenlog – Ragu alla Napoletana

Temos uma novidade e espero que você goste, caro leitor. Ou seria espectador?

kitchenlog-ragu-alla-napoletana

No longínquo 2011 nós criamos o Kitchenlog, uma espécie de videolog onde a idéia era apresentar receitas práticas de uma forma diferente da que fazemos review. Ao invés do texto e de fotos, vídeos pra dinamizar e compartilhar de forma mais didática. Tivemos ajuda de um amigo para apresentar e editar os vídeos enquanto fazíamos o background; elaboração das receitas, montagem do cenário, roteiro etc. O trabalho dispensado para tal acabaria nos tirando o foco do principal, que são as experiências, então o Macarrão com Almôndegas ficou para a posteridade no episódio piloto.

httpv://www.youtube.com/watch?v=106K8A_D0To

Hoje apresentamos um novo Kitchenlog que apesar de também ser um piloto já é mais consistente e ganha mais chances de uma sequência. Isso porque reduzimos bastante o formato, dinamizamos a apresentação da receita, ela não é mais feita em tempo (quase) real, sem a necessidade de um apresentador e de uma estrutura maior para a sua produção.

Bom, sem mais delongas, apresento a vocês o Kitchenlog Ragu Alla Napoletana, uma receita típica do país da bota, inspirada numa receita já tradicional de Genaro Contaldo e Jamie Oliver.

 

Trattoria Campione: comida excelente em Jurerê sem o preço Internacional

Que bom que existe a Trattoria Campione. Lugares assim me fazem voltar abrir um sorriso de lado a lado na boca do estômago. E mesmo que o trocadilho do blogueiro seja péssimo, serve pra enfatizar o quão ele fica faceiro em achar lugares assim.

tratoria-campione-ambiente

Primeiro porque a casa é bonita. Não poderia ser diferente, fica em Jurerê Internacional. Lá até os mendigos são capa de revista de fofoca, não tem Fusca 62 rodando pelo bairro e até o lixo que raramente se encontra no chão é sacola da Louis Vuitton. Sempre que chego no bairro tomo banho, faço a barba e se for uma ocasião especial até passo Listerine.

Segundo porque o atendimento é bom. Os caras falam pra fora, não andam com um tacape debaixo da bandeja e tudo o que é pedido chega, o que é solicitado não gera necessidade extra de uma oração forte a qualquer orixá pra acontecer.

E por fim porque a comida é da melhor qualidade. E por mais que pareça que precise ter a carteira forrada como qualquer morador deste condomínio semi-fechado (ou semi-aberto, depende do seu otimismo) não precisa. Na Tratoria Campione come-se bem e paga-se o justo, a despeito de alguns lugares mais destacados de lá.

tratoria-campione-insalata-salada-caprese

Ah, outro ponto importante: todos os pratos bem servidos. A começar pela salada que por si só já é um sinônimo de passar fome, lá não é. É tanto verde dentro do prato que a sensação que você tem é que está comprando um terreno da Habitasul. A Instalata Caprese custou R$30 mas serviria muito bem a mesa toda com 4 pessoas.

tratoria-campione-bruchetta-tradicional

Também experimentei a Bruschetta Tradicional. Pão italiano tostado com alho, tomates frescos, mussarela de búfala, pesto de manjericão e lascas de parmesão. Detalhe: tudo muito fresco. Folhas, pães, temperos, molhos…

tratoria-campione-polenta-frita-queijo

Polentinha frita pra ir controlando a ansiedade e fome? Tem também. Muito boa.

tratoria-campione-file-parmeggiana1

O cardápio principal é basicamente composto de ristos, pastas e algumas carnes e boa parte dele tem opção para 1 ou 2 pessoas. Tive vontade de experimentar o Parmeggiana de Mignon (filé mignon empanado, gratinado com mussarela e molho de tomate, acompanhado de spaghetti ao sugo). Mas também queria comer uma pasta com molho Alfredo. A casa prontamente realizou meu desejo e trocou o spaghetti ao sugo pelo meu preferido. Simples, sem gritaria, torturas, choro e ranger de dentes. Algo raríssimo hoje na ilha, uma simples conta de adição onde 1 + 1 sempre termina em guerra e pancadaria.

tratoria-campione-file-parmeggiana-alfredo

Quase todos os pratos que servem duas pessoas vêm numa travessa bonita, pomposa. O nosso como se tratava de um filé parmeggiana que teria sua qualidade colocada à prova se desta forma fosse servido, veio já no prato, bem montado por sinal. Um filé robusto pra cada lado, uma generosa porção de massa pra cada um. Filé macio, saboroso, bem temperado, no ponto que eu gosto. Molho caseiro, bem feito, não empastado e não cozido demais, frescor dos ingredientes exalando por todo canto. Massa também muito saborosa, fazia tempo que não comia um bom Alfredo aqui no rincão. Prato de se aplaudir de pé e dar um beijo no cozinheiro.

Também tive a honra de comer no prato alheio (blogueiro de comida nunca se presta a Joey Tribbiani) e experimentar o Do Chef, um penne (foi substituído por fettuccine) com camarões, molho à base de manteiga, tomates cereja, creme de leite e rúcula. Prato leve, delicioso, bem generoso na quantidade também.

tratoria-campione-entrada-externa

A conta fechou em aproximadamente 120 reais por casal, considerando a força de comida listada neste post.

Então agora você já sabe, se estiver comprando um terreno em Jurerê à vista ou, caso seja mais extravagante, comprando um iPhone 6 em 10x, tem um lugar excelente pra se comer bem e pagando pouco. Capice?

Tratoria Campione

  • Av. das Raias, 400, Sl 11. Jurerê Internacional, Florianópolis.
  • 48 3207-4426
  • Aceita cartões.
  • Estacionamento.

Armazém da Pasta: massas artesanais, café e bistrô

Juntos há dez anos, Edinara e Jonas se conheceram no ramo da publicidade. Há dois eles abriram um bistrô num dos lugares mais nobres de Florianópolis. E apesar de ser um local aconchegante, bem decorado, com uma apresentação do cardápio e pratos com o melhor da cozinha contemporânea, a proposta é justamente provar que boa mesa não requer alto investimento nem demanda tempo para uma refeição.

Armazém da Pasta - Boulevard Externo do Shopping Iguatemi
Armazém da Pasta – Boulevard Externo do Shopping Iguatemi

E aí entra a primeira característica que me chamou a atenção no bistrô, ele preenche uma lacuna que existia entre o “comida comum e barata” e o “refinado e caro”. Um meio termo entre o fast-food ou buffet executivo e a alta gastronomia demorada e rebuscada. Mas não ache que por oferecer esta alternativa os pratos à base de massa são menos complexos e não oferecem sabor interessante.

A segunda característica que me deixou bastante impressionado é a versatilidade do lugar. Ao passo em que é um bistrô servindo pastas em combinações simples e extravagantes, ele se transforma em um armazém de massas e molhos artesanais congelados e também se transforma em café. Nesse leque, a casa funciona para o café da manhã, almoço, chá da tarde e jantar.

Massas artesanais e Menu do dia
Massas artesanais e Menu do dia

E “de vereda” eu destaco a terceira característica: a versatilidade não proporciona queda de qualidade. A vantagem deste modelo é que todos os processos são acompanhados de perto, e parecem ser compreendidos pela equipe que faz a coisa acontecer. Não sou profissional da área, meus parcos conhecimentos restringem-se a ser um bom comedor, como sempre faço questão de ressaltar aqui, mas nessas idas e vindas pelos restaurantes dos mais variados tipos, meio que num processo de osmose você acaba notando quando um garçom ou chef entende não só do riscado, o que é pré-requisito, mas da filosofia e a razão de ser do próprio lugar.

Aconchegante
Aconchegante

Com a proposta de apresentar o menu executivo para alguns blogueiros de Florianópolis, estivemos Renata Diem, Priscila Prudêncio, Tatianna Ferraro, Tatiane Dores da Silva, Juliana Galliano e este que vos escreve, mui orgulhosamente representando este blog nesta segunda-feira, 16 de abril, a convite da Camilla Geiger, pra um almoço e bate-papo com a proprietária, Ednara Almeida.

Entrada

Mousse de gorgonzola
Mousse de gorgonzola

O antipasto tínhamos nada menos que uma mousse de gorgonzola. Sempre brinco que mexer com queijo é coisa pra quem sabe, e mexer com queijo azul é coisa pra alienígena.

Prato principal

Pappardelle Nero di Sépia ao molho de Camarão, Nata e Pimenta Rosa
Pappardelle Nero di Sépia ao molho de Camarão, Nata e Pimenta Rosa

Falar em alienígena, eu acho que era o único ser de outro mundo que ainda não havia experimentado pappardelle. Prima-irmã da lasanha, originária da Toscana, é uma massa em forma de fita, bem longa e pouca espessura, com algo em torno de 3cm de largura. Esta, mais específica ainda, Nero di Sépia, é feita com tinta de lulas, o que dá essa cor mais escura e sabor mais exótico ao prato, acompanhando bem os frutos do mar. A pimenta rosa também deu o seu toque picante e com bastante frescor. Uma delícia!

Sobremesa

Sorvete de Canela
Sorvete de Canela

Sugestão da própria Edinara, experimentei o sorvete de canela. Estava em uma mesa rodeada de mulheres, e numa livre homenagem à elas, enquanto apreciava a sobremesa lembrei da cena do filme Politiki Kouzina (O Tempero da Vida) quando o avô de Fanis, dono de uma loja de especiarias, explica sobre o sabor de algumas delas. Vassalis diz que a canela é “como todas as mulheres, ao mesmo tempo é amarga e doce”.

Vinho

Casa Pericó: porque ser bairrista é valorizar o que é da terra
Casa Pericó: porque ser bairrista é valorizar o que é da terra

Quase toda a decoração da casa é feita por artistas locais, desde quadros, peças que compõem o ambiente até peças sanitárias. A carta de vinhos não é diferente. Com mais de 70 rótulos para harmonizar com os pratos da casa, boa parte é composta por vinhos produzidos aqui mesmo em Santa Catarina. E é de São Joaquim o excelente terroir que harmonizamos a entrada e o prato principal, um espumante Rosé Brut da Casa Pericó.

Caso você prefira harmonizar a massa com cerveja, além de alguns rótulos nacionais está toda a linha da Eisenbahn.

Em tempo, muito obrigado à Camilla e ao Armazém da Pasta pelo convite. Foram duas horas não só conhecendo o menu da casa mas um momento de bom papo e novas amizades!

Armazém da Pasta

Av. Madre Benvenuta, 687 – Anexo ao Boulevard Externo do Shopping Iguatemi
Telefone: (48) 3024-2828
Funciona de segunda à sexta-feira, das 8h30 até 0h.
Cartões de crédito e débito: sim
Wifi: sim
Estacionamento: sim
SiteFoursquareFanpage – Twitter

Como enrolar o spaghetti no garfo de forma precisa e prática

Bob Balow tinha tudo pra ser um pacato cidadão americano em busca da sua vida de classe média engordando numa cadeira-do-papai vendo a descendência aumentar enquanto assistia as bobagens do David Letterman e bebericava uma cerveja. Engenheiro Mecânico, Bob trabalhou durante trinta e quatro anos na Accu-Temp, uma empresa que fabrica fogões e fornos industriais ganhadora de prêmios da categoria, embora tenha um site muito medonho.

E por falar em site medonho o de Bob dá um susto em quem entrar, mas nele é vendido o maravilhoso, o impagável, o excêntrico garfo para spaghetti. Há alguns anos Bob deixou a Accu-Temp e se aventurou nessa invenção que promete revolucionar o modo como comemos espaguete (ou qualquer macarrão e noodles).

Basicamente trata-se de um garfo comum porém com uma haste maior em forma de espiral onde ao invés de você rotacioná-lo para que o espaguete enrole, basta provar que você é um abençoado por ter o polegar opositor e deslizá-lo pra baixo e a física faz o restante do trabalho. Não entendeu? Veja:

httpv://www.youtube.com/watch?v=aYV3alDTaGI

Segundo o site onde o The Original Pasta Fork está disponível à venda, mais de 400.000 exemplares do produto já foram entregues aos seus novos felizes proprietários. A caixa com duas peças custa U$19.95 e você pode comprá-lo individualmente (sem o glamour dos boxes mas pode) por pouco mais de 6 obamas, nas versões inoxidável e dourado.

Bob tem Twitter, Facebook e afirma: se você não gostar, seu dinheiro de volta!