Arquivo da tag: torta

Priscilla’s Bakery: os sabores de NYC no coração de Porto Alegre

Cada visita que faço à Porto Alegre é uma surpresa que tenho. Saio daqui com todo um roteiro preparado de restaurantes que vejo reviews positivos e recomendações pessoais mas quando chego lá tudo muda e acabo sempre me surpreendendo ainda mais. Com mais uma parceria incrível dos amigos Fane e Sara descobri, após uma visita guiada a sempre interessante Feira de Orgânicos da Redenção, o Priscilla’s Bakery. Não dá pra definí-la como padaria muito embora a tradução de Bakery queira nos dizer isso, mas é uma boulangerie, essa expressão embora seja apenas mais uma tradução para a palavra “padaria”, defina melhor o que os franceses queiram dizer com isso.

priscillas-bakery-entrada2

A Priscilla’s Bakery começou em Nova Iorque na década de oitenta. Priscilla é americana e Ivânio, seu marido, brasileiro. Mas foi o filho do casal, Bernard, que trouxe pra Porto dos Casais o que há de melhor para os cafés e brunches americanos.

Quem passa pela frente nota uma casa charmosa, mas bem despretensiosa e não demonstra a que veio. Mas é entrando na minúscula porta de vidro após as aconchegantes mesas na calçada do bairro Rio Branco que tudo começa.

priscillas-bakery-entrada

Na entrada você pode comprar pães, muffins, brownies, quiches e demais salgados de fabricação própria do Priscilla’s, levar pra casa ou comer nas pacatas ruas daquele bairro.

priscillas-bakery-quadro

 

Se a sua vontade é parar para degustar um bom café e comer estas delícias ali mesmo, ou então aproveitar o brunch que é servido das 10h às 16h, faça isso. Lhes garanto que vão gostar.

Foi o que eu fiz com os demais amigos compondo a mesa recheada de boas conversas, risadas e boa comida.

priscillas-bakery-eggs-benedict

Eu pedi um Eggs Benedict, ainda não havia experimentado. Base de english muffins, com recheio de presunto royale e ovos pochê, cobertos com um maravilhoso molho hollandaise. Acompanha ainda uma salada verde muito bem servida. É um brunch bastante em conta, visto que custa módicos R$22. O prato também acompanha uma taça de “Mimosa”, que é uma bebida a base de espumante com suco de laranja, ou um latte (café com leite).

priscillas-bakery-omelete-frances

A Aline experimentou o Omelete Francês de Queijo Gouda, Pernil de Presunto e Alho Poró. Estava uma delícia, no ponto certo, temperado a contento, nem muito crocante nem muito seco, molhadinho.

priscillas-bakery-belgian-waffle

No meio da comilança fiquei com inveja do Fane. Ele pediu um Belgian Waffle, servido com frutas, manteiga francesa e maple syrup. Poderia explicar o quão bom e bonito isso estava mas a foto fala por si.

priscillas-bakery-cardapio

Se você chegar mais cedo o cardápio comporta uma série de opções de café da manhã como o Cesto de Muffins, torradas, tortas, cupcakes e salgados, além é claro do tradicional e mais portoalegrense impossível Farroupilha.

Uma viagem à Quinta Avenida sem sair do coração de Porto Alegre.

Priscilla’s Bakery

  • Endereço: Rua Vasco da Gama, 514. Rio Branco, Porto Alegre.
  • Telefone: (51) 3013-6131
  • Aceita cartões: sim

Café Cenário: Curitibanos tem um café para chamar de seu

Gostei de Curitibanos. Não sei se porque estava em uma cidade onde o calor era absurdamente constrangedor e fui recebido em Curitibanos com uma temperatura civilizatória de 18 graus; se pela gente hospitaleira e gentil; pelas ruas largas e pouco movimentadas que te dão a impressão de conforto e calmaria; ou se pela gastronomia que, apesar de poucas opções acompanhando a densidade demográfica da cidade, dá um banho em muito estabelecimento da famigerada capital do estado.

cafe-cenario-entrada

Já havia almoçado em um lugar perfeito, o Monte Castelo, e agora me enrubesço de vergonha por não ter produzido material para um review. O salão do Restaurante Monte Castelo ocupa o que antigamente era o prédio do primeiro cinema da cidade e têm na cozinha uma verdadeira obra de arte.

cafe-cenario-torta-cenario

Em seguida fomos ao Café Cenário, um belíssimo café que abriu na cidade tem pouco tempo. O espaço deles é incrível, chega a ser difícil escolher onde você vai se sentar caso chegue por lá na hora da abertura da casa e com todas as mesas disponíveis. Há o primeiro ambiente, o interno, onde você pode tomar normalmente o seu café e deliciar-se com as gostosuras expostas no balcão.

cafe-cenario-ambiente-externo

Caso queira, há também uma parte externa, porém coberta, que aproveita a luz do dia e dá uma alegria a mais à sua refeição. Este conta com uma decoração diferenciada, também lindíssima, e com televisores, digno de um bom happy hour.

cafe-cenario-buffet

O terceiro, e não menos importante, é para quem não quer somente tomar um cafezinho e tomar uma torta, ou um salgado. Este é para quem vai lá comer uma das refeições que mais me emocionam na gastronomia, legado dos italianos e alemães que aportaram por estas bandas: o café colonial. É basicamente um buffet de tortas, doces e salgados, e que na foto não aparece completo visto que ainda estavam montando quando chegamos. A dona da casa topou em abrir 15 minutos antes pra gente, já que conheciam o Ricardo e a Vanessa, e estávamos na cidade com tempo contado para voltarmos.

cafe-cenario-parquinho

Nos fundos do terreno há um bom espaço ao ar livre com uma araucária enorme fazendo uma sobra confortável para os dias mais quentes, bem ornamentada com plantas e vegetação nativa.

cafe-cenario-brinquedoteca

Balanço e parquinho para as crianças, e ainda por cima uma brinquedoteca para deixar os pimpolhos ocupados enquanto você degusta o seu café.

cafe-cenario-cardapio

O cardápio conta com um grande elenco de cafés. Do simples espresso até cafés preparados com bebidas alcoólicas, como o Café L’aquila. Há salgados, doces dos mais variados feitos no dia, cupcakes, muffins enfim… até porções, cervejas, vinhos e espumantes para outras ocasiões.

cafe-cenario-quiche

Eu escolhi experimentar o Café L’aquila, que consiste basicamente num espresso, leite cremoso e uma dose de Amarula. Não sei de quem foi a idéia de juntar café com Amarula, mas este alguém está de parabéns! Que delícia!

Experimentei também a torta cenário. Essa é a torta da casa, bem fofinha e saborosa, feita com damascos e nozes.

Como estava saindo do almoço não tive condições estomacais de experimentar café colonial, estava ali para o café e a sobremesa que dispensei no Monte Castelo. Mas tive que pedir um salgado, que comi mais com os olhos do que com a barriga, para ter um feedback também da cozinha. Pedi uma quiche de brócolis. Outra iguaria muito bem preparada e saborosa, mostrando que a cozinha é bem versátil. Não tem grandes extravagâncias, mas consegue preparar muito bem doces e salgados dos mais diversos tipos, sem prevalecer ou relegar um ao outro.

cafe-cenario-torta-alema

Também experimentei a Torta Alemã, o meu doce favorito. E eu só conseguia pensar em quando poderia voltar a este templo mais uma vez e experimentar o restante das coisas que servem por ali.

cafe-cenario-capuccino

Este é o Capuccino do Cenário. Café puro, uma dose de chocolate quente, leite vaporizado e canela. Simples e perfeito.

O preço também é muito honesto. A toda esta comida e bebida não foram dispensados mais que R$30. Em alguns cafés aqui em Florianópolis, com a decoração e o amplo espaço que o Cenário oferece, nada menos que um cartão do BNDES seria necessário para o pagamento da conta.

Se você for de Curitibanos ou está de passagem pela cidade, como era o meu caso, visite-o! É incrivelmente saboroso estar lá.

Café Cenário

  • Endereço: Av. Vidal Ramos, 224. Curitibanos, SC.
  • Telefone: (49) 3241-4174
  • Aceita cartões: sim
  • Wifi: sim

Quiche de Alho Poró e Queijo Grana Padano

Começo esse post com uma dúvida: a quiche ou o quiche? Tento resgatar nos mais longínquos rincões da memória, tão velha quanto a expressão comumente usada pelo Brizola, se já ouvi algum cozinheiro “estudado” falando na TV sobre o prato pra lembrar de qual artigo ele usara para preceder o nome. Não me recordo, sinceramente.

O fato é que eu tinha não sei porque causa, motivo, razão ou circunstância estocado três caixas de ovos aqui em casa. São três dúzias, trinta e seis unidades do fruto do ventre da galinha dando sopa. Eu provavelmente tive uma sequência de pequenos AVC enquanto circulava na seção de hortifrutigranjeiros. Então tive que começar a usar ovo de maneira descontrolada ou então eles ficariam ali se decompondo e jogar comida fora não é legal. Lembrei do filme Dois Filhos de Francisco quando o pai dos sujeitos davam ovos crus no desjejum para que eles melhorassem a voz. A história nos ensina que isso não funciona.

Quiche de Alho Poró e Grana Padano
Quiche de Alho Poró e Grana Padano

Aí lembrei do quiche, ou da quiche. Seria uma excelente forma de usar estes ovos. Tanto no post quanto nos comentários vemos “a quiche”. Mas como dizem que não interessa se o pato é macho importa é que ele bote ovo, vamos logo usar os ovos nessa receita deliciosa de quiche.

Ingredientes

Para a massa

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de manteiga sem sal
  • 4 colheres de sopa de água gelada
  • 1 colher de café de sal

Para o recheio

  • 2 talos de alho-poró
  • 1 cebola pequena

Para o creme

  • 3 ovos
  • 300g de creme de leite
  • Noz-moscada, sal e pimenta-do-reino à gosto
  • 1 xícara de queijo grana padano ralado

Como fazer Quiche de Alho Poró

Para fazer essa quiche podemos começar pela massa, depois refogando o recheio e preparando o creme. Vamos por etapas pra ficar mais fácil.

Massa

quiche-alho-poro-grana-manteiga-farinha

Numa tijela coloque a farinha e o sal. Depois coloque a manteiga (bem gelada) cortada em pequenos pedaços. Agora com a ponta dos dedos vá juntando tudo isso. Quando essa mistura virar uma espécie de farofa, você acrescenta a água gelada que dará a liga na massa. Continue misturando. Lembre-se que não é necessário sovar, apenas juntar.

quiche-alho-poro-grana-massa

O resultado será essa bola de massa que você vê na imagem anterior. Coloque na geladeira essa massa caso esteja usando a ordem do post, pra que a manteiga não derreta até que você vá montá-la.

Recheio

quiche-alho-poro-grana-refogando

Corte a cebola bem pequena e os talos de alho-poró em finas rodelas. Com um fio de azeite, refogue a cebola e em seguida o alho-poró em uma frigideira.

Creme

quiche-alho-poro-grana-creme

Quebre os três ovos em uma tijela e bata esses ovos até ficarem bem misturadas gema e clara. Acrescente o creme de leite, tempere com pimenta, sal e noz-moscada de acordo com o seu gosto. Acrescente o queijo grana ralado. Feito isso misture mais uma vez pra incorporar tudo.

Montando a quiche

Pegue a massa que estava na geladeira e coloque em cima da forma. Agora vá amassando até que ela forme uma base, como você vê na imagem. Não há necessidade de usar nada além dos seus dedos mas você pode pegar algum utensílio para ajudar. Se houver algum excesso, retire e coloque pro meio, ou descarte, como preferir.

Leve ao forno médio (que já esteja pré-aquecido) por 10 minutos para que essa massa asse um pouco.

quiche-alho-poro-grana-pronta-pra-assar

Depois você pega a forma com a massa, cubra com o recheio e por cima coloque o creme.

Agora basta levar ao mesmo forno, que preferencialmente continuou ligado, por aproximadamente 45 minutos ou até que ela esteja corada. Voilá!

Torta de Limão Siciliano

Quem frequenta churrascaria sabe que a sobremesa típica de um bom assado é sagu de vinho tinto ou ambrosia. É uma lei dentro da cultura gaúcha que tais iguarias sejam apreciadas após fatiar uma boa picanha ou uma costela pingando graxa num fogo de angico.

Sabe-se lá porque pouca gente sai do lugar comum do sagú e se aventura a fazer algo diferente. Mas nós somos a resistência e nos sentimentos verdadeiros Chês quando no último domingo, contrariando todas as expectativas e deixando os mais velhos de cabelos brancos em pé, fizemos uma torta de limão siciliano para acompanhar uma recém assada maminha bovina que fazia uma baita parelha com uma costela de cordeiro.

Torta de Limão Siciliano
Torta de Limão Siciliano

Na verdade a Sara fez, e a receita é dela, eu estava compenetrado no fogo que lambia a graxa da carne e estalava o braseiro, vertendo fumaça que incomodava os vizinhos do prédio ao lado que corriam pra fechar as vidraças. Quando me dei conta a torta já estava saindo do forno e indo pra geladeira, tamanha é a praticidade em fazê-la.

Vamos à receita!

Ingredientes

  • 8 colheres das de sopa de farinha de trigo
  • 2 colheres das de sopa de amigo de milho
  • 2 ovos
  • 2 colheres das de sopa de manteiga com sal
  • 3 colheres de agua gelada
  • 8 colheres das de sopa de açúcar comum
  • 1 colher chá de fermento químico em pó
  • 1 lata de leite condensado
  • 3 limões sicilianos

Como fazer

Massa

Misturando a massa
Misturando a massa

Junte a farinha, amido de milho, uma colher de açúcar e a manteiga. Faça uma farofa disso, juntando a manteiga nos demais ingredientes. Agora junte as gemas e a água. Amasse estes ingredientes, mas não sove. Não tem necessidade.

Fazendo a base da torta
Fazendo a base da torta

Agora numa forma pequena você vai fazer a base da torta com a massa. Pegue pequenos pedaços da massa que você fez e vá espalhando, pode pedir ajuda a uma colher pra ficar bem lisa e rente. Recomenda-se que você faça uns furinhos com o garfo pra que ela não estufe na hora de assar. E por falar em assar, leve ao forno já pré-aquecido por 15 minutos.

Recheio

Recheio
Recheio

Enquanto assa vamos fazer o recheio, que é bem simples. Misture o leite condensado, o suco e um pouco de raspas dos três limões sicilianos, até que forme um creme. Feito o recheio, vamos para a…

Cobertura

Cobertura com claras em neve
Cobertura com claras em neve

E também é simples. Bata as claras em neve e vá adicionando aos poucos as 7 colheres de açúcar que sobraram.

Montando a finalizando

Finalizando a torta
Finalizando a torta

Já temos a massa assada, o recheio e a cobertura. Esperamos a massa enformada esfriar um pouco, despejamos o recheio e colocamos as claras em neve de cobertura. Caso você não tenha ferramentas de confeiteiro pra decorar, use uma colher pra dar leves batidas na cobertura, puxando pra cima, pra fazer esses detalhes e ficar mais bonita sua torta.

Agora leve ao forno, que continua aquecido, e deixe assar por mais 10 minutos e voilá!

 

Torta de Legumes de Liquidificador

Quem gosta de assar uma boa costela não pode ser muito contra receitas demoradas. Mas eu tenho uma certa preferência por receitas rápidas quando na cozinha. Posso passar horas na frente de um fogo defumando ausências e presenças, matutando ressábios e vendo um cerne de alguma madeira queimando. Mas na cozinha eu sou meio impaciente, eu confesso.

Torta de Legumes de Liquidificador

As tortas de liquidificador são assim. Rápidas, rasteiras, simples, ingredientes que geralmente temos em casa etc. E a base da torta é meio que universal, você pode pegar ingredientes frescos, produzí-los ou mesmo aproveitar sobras. É tipo arroz de forno. A que vamos citar aqui e que eu fiz hoje é de legumes e queijo.

Ingredientes

Massa

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 3 ovos
  • 1/2 xícara de óleo (soja)
  • 250g de queijo parmesão ralado
  • 1 colher das de sopa de fermento
  • 1 xícara de Leite

Recheio

  • 1 cebola picada
  • 1 tomate picado
  • 1 lata de milho verde
  • 2 cenouras raladas
  • 250g de vagens picadas
  • Azeitonas picadas a gosto
  • 300g de queijo mussarela
Legumes e a cor bonita na torta

Modo de preparo

  • Deixe o forno aquecendo em fogo médio.
  • Junte todos os legumes picados, adicione a azeitona, um pouco de azeite de oliva e tempere com sal. Dê uma mexida pra pegar bem o tempero. Reserve.
  • Ponha no liquidificador todos os ingredientes citados na massa, MENOS o leite. Comece a bater no liquidificador e vá adicionando o leite aos poucos até adquirir uma textura pastosa, de massa (duh!).
  • Pegue uma forma de bolo/torta pequena/média, unte com óleo e despeje 2/3 da massa. Coloque o recheio já misturado e ajeite com uma colher. Coloque o resto da massa cobrindo o recheio, ajeite novamente pra ficar coberto.
  • Ponha para assar. Tempo médio: 30 minutos.
Dê-lhe fogo!

Deixe esfriar e agora é só servir!

Vai um pedacinho aí?

Com a mesma base mas alterando o recheio, já vi se fazerem tortas como esta com restos de frango, carne moída e salsicha. A de salsicha, inclusive, é a de minha preferência. Esta de legumes eu fiz pra parecer que eu sou civilizado e me cuido um pouco. 😉